quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Lere Hakarak Kaptura Ângela Freitas, Longuinhos Prontu Ezekuta

,

Jornal Independente - 29 Janeiru 2015

Xefe Estadu Maiór Falintil-Forsa Defeza Timor Leste (F-FDTL), Majór Jenerál Lere Anan Timur hakarak atu halo kapturasaun ba Prezidente Partidu Traballista, Angela Freitas tanba envolve iha kazu Mauk-Moruk nian.

Komandante Jerál F-FDTL hasai lia hirak ne’e, tanba Ângela Freitas hasai deklarasaun ba públiku hodi fó apoia no sai nu’udar portavós ba Mauk-Moruk nian.

“Kaer uluk Ângela ona. Nia hatene purke nia mós envolve ba kazu sira ne’e,” dehan Jenerál Lere, iha Rezidénsia Asosiasaun Veteranu, Taibesi-Dili, horisehik.

Maijen Lere hateten katak, Ângela Freitas uluk envolve aan iha krize 2006 ne’ebé rezulta sunu uma barak inklui Alfredo Reinado no ema lubuk ida nia mate. Ne’e duni, husu atu labele repete tan erru ne’e.
.
Jenerál Fitun Rua ne’e husu Ângela atu hakmatek iha fatin hodi labele mete ba problema (Mauk-Moruk) ne’e. Kuandu repete fila-fali erru sira ne’ebé uluk akontese, laiha dalan seluk tenke kaptura nia.

“Ângela mós dadaun ne’e iha rezidénsia fiksa, tanba ne’e husu nia atu kuidadu no labele mangame,” tenke Lere.

Eis Komandante Gerrilleiru Rejiaun I ne’e hatene katak, Ângela uluk hela iha Austrália, tanba ne’e la sente sakrifísiu boot ne’ebé povu no FALINTIL sira atravesa iha rai laran. Ne’e duni, husu atu hapara erru hirak ne’ebé liu ona.

Entretantu, Vise Primeiru Ministru, Fernando La Sama de Araújo reprezenta Ministru Defeza Seguransa fó orientasaun ba Komandante Jerál Polisia Nasionál Timor Leste (PNTL) atu diskute mekanizmu mandatu kaputrasaun ba Prezidente Partidu Traballista, Ângela Freitas.

Nia dehan, rezolusaun ne’ebé governu hasai ba Grupu Konsellu Revolusaun Maubere (KRM) sei válidu nafatin atu kaer Ângela Freitas ne’ebé sai portavós ba grupu Mauk-Moruk nian.

“Ângela Freitas tenke kaer duni. Nia agora bebas ‘bersyarat’ hela mak ne’e. Agora tenke kaer. Ha’u husu ba Komandante Longuinhos, ha’u dehan tanba saida mak seidauk kaer nia? Agora tenke ba kaer nia,” dehan nia, iha Palasiu Governu, horisehik.

La Sama de Araújo fó orientasaun ba Komandu PNTL atu kontinua halo operasaun ba ema ne’ebé oras ne’e helik iha grupu KRM hodi kaer hotu membru sira ne’ebé envolve iha krime hodi prosesa tuir lei.
La-sama mós fó sai katak, polisia kontinua buka tuir paradeiru Mauk Moruk nian, atu nune’e Mauk Moruk presta sira nia responsabilidade ba iha tribunál kona-ba hahalok saida mak sira halo ona iha estadu ida ne’e nia laran.

Prontu Ezekuta

Fatin hanesan, Komisáriu Longuinhos dehan, iha enkontru informa situasaun rai laran ba Vise Primeiru Ministru. Situasaun la’o hakmatek no la’o ho normál tuir servisu operasaun ninian.

Longuinos dehan, Komandante PNTL, prontu ezekuta orden ne’ebé orienta husi Vise Primeiru Ministru Fernando La-Sama de Araújo.

“Ministériu Públiku (MP) mós bolu ha’u ba haree prosesu sira legál ninian, ha’u hanoin ita prienxe hotu ona rekizitu, agora ita husu responsabilidade sira (Ministériu Públiku) nian hodi enkamiña ba sistema,” tenik Longuinhos.

Hatán kona-ba to’o oras ne’e seidauk kaptura Mauk-Moruk, nia dehan, oras ne’e servisu operasionál PNTL nian la’o nafatin ho Komandu F-FDTL buka deteta fatin balun, inklui kaer mós ema importante sira hodi investiga.

Nune’e, Komisáriu Longuinhos husu ba populasaun tenke fiar nafatin estadu ida ne’e, atu ne’e hotu-hotu kontribui ba estabilidade.

Nia konsidera, Ângela Freitas kontinua provoka beibeik situasaun la di’ak iha rai laran, tanba ne’e tempu besik Ângela sei hetan kapturasaun.

“Ita haree hela no hein tan partisipasaun, see karik nia sala ita lori lei mak sei deside,” teik Longuinhos.

Susar Kaptura Mauk-Moruk

Iha oportunidade ne’e, Xefe Estadu Maiór Falintil-Forsa Defeza Timor Leste (F-FDTL), Majór Jenerál Lere Anan Timur hateten, susar uitoan atu halo kapturasaun ba Paulino Gama “Mauk-Moruk” tanba nia nu’udar eis gerrilleiru ne’ebé hatene tátika atu subar aan.

“Ema sira Cowboy sira ne’e, ema ne’e hotu -hotu mai husi gerrilla, ita atu kaer sira ne’e difisil uitoan,” tenik nia

Maski nune’e, Eis Komandante Gerrilleiru Rejiaun I ne’e hatene katak, Mauk-Moruk la subar ona iha ai-laran. Deskonfia subar ona iha vila laran, maibé seidauk iha informasaun klaru, tanba ne’e presiza informasaun barak tan.

Tuir nia, relasaun familiár no emosionál atu denunsia malu mós sira ta'uk. Nia fó ezemplu, ema ruma dehan, Mauk subar iha Bairru-Pité, ema ne'ebé informa ne’e mós kuidadu, la’ós joven timor-oan mak atu baku mate ema ne'ebé informa ne’e, mais família husi Mauk nian.

Kona-ba operasaun entre F-FDTL no PNTL iha Laga-Baukau, Jenerál Lere dehan, ne’e la’ós operasaun konjuntu, maibé F-FDTL reforsa de’it servisu PNTL nian.
.

Isu rezignasaun tatika husi Xanana tanba Lasama laran todan

.

Opiniaun hosi membru Sosiedade Sívil - 29 de janeiru de 2015

Tuir Konstituisaun, se Xanana resigna, maka Govenu  Bloku Koligasaun (BK) automatikamente monu, no la persiza ministro ida- ida resigna an.

Hau nian hanoin, isu Xanana resigna ne nudar "taktika" husi Xanana atu ultrapasa "obstaklu" balu husi partidu iha BK balu hanesan Partido Democrático (PD)  nebe sei "laran todan" ho maneira remodelasaun.

Linguagem "laran todan" PD ne karik alemde prosesu ba remodelasaun ne, Xanana trata exklusivu liu no la involve partidu sira nebe forma BK, nomos tanba iha indikasaun Xanana atu involve Partidu Fretilin iha remodelasaun.

Xanana diskute informalmente asuntu remodelasaun ho Mari Alkatiri, enkuantu ho Lasama seidauk.

Lasama senti la satisfeitu no karik hirus, tanba nudar lider segunda pessoa iha governu BK, maibe Xanana la considera.

Hau foin rona iha Notisia Radio RTL versaun Indonesia katak Sr. Dionisio Babo dehan Xanana sei la resigna an iha dalan, tanba tenki kumpri ninian mandatu to'o 2017. Nia dehan, "Isu Xanana resigna ne'e la loos".
.

Ministros timorenses confirmam que Xanana lhes anunciou a sua demissão

.

Díli, 28 jan (Lusa) - Dois ministros timorenses confirmaram hoje à Lusa que o primeiro-ministro timorense, Xanana Gusmão, lhes anunciou que se vai demitir do cargo, durante um jantar "de despedida" com praticamente todo o executivo. 

Os ministros, que solicitaram o anonimato, confirmaram à Lusa que o anúncio foi feito por Xanana Gusmão durante o jantar de mais de cinco horas que o primeiro-ministro manteve com 53 dos 55 membros do Governo.

Questionado pela Lusa à saída do jantar, Xanana Gusmão escusou-se a confirmar se vai ou não demitir-se, explicando que este é um momento "de reflexão" e que nos próximos dias vai falar ao país.

"Vou falar com o Presidente", disse Xanana, sem mais comentários.

Um dos ministros disse à Lusa que Xanana foi "bem claro".

"O Xanana não vai ficar como primeiro-ministro. Ele disse isso bem claro hoje. Este foi o nosso jantar de despedida. Foi o jantar de despedida do primeiro-ministro. Eu não posso dizer mais nada. Ele depois vai anunciar", afirmou.

Um outro ministro admitiu que a decisão vai causar preocupação mas que é um passo natural.
.
"O que o primeiro-ministro disse é verdade: que já é hora de ter mais líderes. A nossa sociedade não pode depender só de uma pessoa. Temos que ir preparando esta sociedade", disse, acrescentando ainda: "Mas vai ser duro para muita gente".

A forma como Xanana Gusmão abandonará o Governo continua em dúvida, em especial depois do próprio porta-voz do Governo timorense, Agio Pereira, confirmar hoje em comunicado que "está em curso" o processo de reestruturação do executivo.

"O anúncio oficial sobre a composição do Governo, mandatado até 2017 para conduzir Timor-Leste, deverá ocorrer no início da próxima semana", referiu.

"O objetivo da reestruturação é tornar o Governo mais eficiente e eficaz, focando-o na prestação de serviços para o povo de Timor-Leste", sublinha, remetendo mais declarações para "um momento apropriado".

O jantar de mais de cinco horas terminou de forma emotiva com Xanana Gusmão a entregar, perante as câmaras dos jornalistas, lembranças aos mais de 20 membros do atual executivo timorense, incluindo seis ministros, que estão de saída do Governo.

Xanana Gusmão escreveu no passado dia 26 a todos os membros do seu executivo a dizer se ficam ou não no novo Governo, informando os que saem que devem preparar-se para se demitir até 01 de fevereiro.

Fonte do executivo timorense disse então à agência Lusa que as cartas "eram de dois tipos": para os que vão continuar no Governo, a pedir para se prepararem "para a nova estrutura", e os que saem, para que se preparem para a resignação "até 01 de fevereiro".
.
"O primeiro-ministro escreveu a todos os 55 membros do executivo. Uns para dizer que ficam, outros para dizer que saem", acrescentou a fonte governamental.

Fonte do Governo confirmou à Lusa que foram pedidos pareceres sobre vários aspetos relacionados com a liderança do país, nomeadamente o que fazer em caso de demissão do primeiro-ministro, como convocar eleições antecipadas e como proceder a uma remodelação governativa.

Um dos cenários atualmente a ser discutido no seio do Governo é a possibilidade de que Xanana Gusmão apresente a sua demissão e depois o seu partido, Congresso Nacional para a Reconstrução de Timor-Leste (CNRT), que tem a maior representação parlamentar, avance com um candidato a primeiro-ministro.
.
Fonte do executivo disse à Lusa que, em alternativa, o nome mais referido é o de Rui Araújo, que integra o comité central da Fretilin, na oposição, e fez parte do I Governo Constitucional.

Inicialmente, Rui Araújo foi falado como sucessor de Emília Pires na pasta das Finanças, mas, como comentou à Lusa um ministro, "servir a nação ao mais alto nível pode ser necessário".

Fonte da Fretilin disse à Lusa que membros do seu partido que eventualmente venham a integrar o executivo o façam de forma individual e não partidária.

Ainda assim, num cenário como o de Rui Araújo ser primeiro-ministro, poderá ser necessária uma reunião da comissão nacional da Fretilin.

Uma das novidades do futuro executivo é a entrada de membros da Fretilin, que estão a ser convidados de forma individual e não através do partido em si.
ASP // EL
Lusa/Fim

 Nota: Dionísio Babo, secretário-geral do CNRT e também atual ministro da Justiça em declarações ao Jornal Suara Timor Lorosae, disse que são apenas rumores a resignação de Xanana Gusmão, porque o partido ainda não teve nenhum conhecimento da resignação do primeiro-ministro. Babo afirmou também que o partido de Gusmão não concorda com a demissão do chefe do executivo e apelou à comunidade para pararem com as especulações. 
.

Xanana Gusmão anunciou que vai demitir-se do cargo de primeiro-ministro de Timor-Leste

.

Díli, 28 jan (Lusa) -- O primeiro-ministro timorense, Xanana Gusmão, informou hoje os membros do seu executivo, durante um jantar em Díli, de que vai deixar a chefia do Governo.

Um dos ministros que participaram no jantar confirmou à Lusa que essa foi uma das mensagens de Xanana Gusmão, que insistiu na necessidade "de encontrar novos líderes".

Durante quase cinco horas, Xanana Gusmão e praticamente todos os membros do executivo -- faltaram apenas dois dos 55 -- falaram sobre as alterações em curso no Governo.

Depois, na fase final do jantar, Xanana Gusmão entregou presentes aos membros cessantes do Governo.
.
Isso permitiu confirmar que entre os nomes que saem estão Emília Pires, ministra das Finanças, José Luís Guterres, Ministro dos Negócios Estrangeiros, Pedro Lay, ministro dos Transportes, e muitos secretários de Estado, entre outros.

Alfredo Pires, que é ainda ministro do Petróleo e dos Recursos Minerais, não recebeu presente, o que indica que apesar de abandonar a pasta, poderá continuar no executivo.

Fonte do Governo confirmou à Lusa que foram pedidos pareceres sobre vários aspetos relacionados com a liderança do país, nomeadamente o que fazer em caso de demissão do primeiro-ministro, como convocar eleições antecipadas e como proceder a uma remodelação governativa.

Questionado pela Lusa à saída do jantar, Xanana Gusmão escusou-se a confirmar se vai ou não demitir-se, explicando que este é um momento "de reflexão" e que nos próximos dias vai falar ao país.

"Vou falar com o Presidente", disse Xanana, sem mais comentários.

A entrega de presentes aos membros que saem do elenco governativo foi marcada por bastante emoção, com abraços demorados e algumas lágrimas.

Um dos cenários atualmente a ser discutido no seio do Governo é a possibilidade de que Xanana Gusmão apresente a sua demissão e depois o seu partido, Congresso Nacional para a Reconstrução de Timor-Leste (CNRT), que tem a maior representação parlamentar, avance com um candidato a primeiro-ministro.

Fonte do executivo disse à Lusa que, em alternativa, o nome mais referido é o de Rui Araújo, que integra o comité central da Fretilin, na oposição, e fez parte do I Governo Constitucional.

Inicialmente, Rui Araújo foi falado como sucessor de Emília Pires na pasta das Finanças, mas, como comentou à Lusa um ministro, "servir a nação ao mais alto nível pode ser necessário".

Fonte da Fretilin disse à Lusa que membros do seu partido que eventualmente venham a integrar o executivo o façam de forma individual e não partidária.

Ainda assim, num cenário como o de Rui Araújo ser primeiro-ministro, poderá ser necessária uma reunião da comissão nacional da Fretilin.

Uma das novidades do futuro executivo é a entrada de membros da Fretilin, que estão a ser convidados de forma individual e não através do partido em si.

ASP // EL
Lusa/fim

Nota: Dionísio Babo, secretário-geral do CNRT e também atual ministro da Justiça em declarações ao Jornal Suara Timor Lorosae, disse que são apenas rumores a resignação de Xanana Gusmão, porque o partido ainda não teve nenhum conhecimento da resignação do primeiro-ministro. Babo afirmou também que o partido de Gusmão não concorda com a demissão do chefe do executivo e apelou à comunidade para pararem com as especulações.
.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Mauk Moruk’s group says Xanana behind bombing at US Embassy in Dili

.

Timor Hau Nian Doben – January 28, 2015 

Timor Hau Nian Doben has received a very disturbing letter in English from the Maubere People Council Revolution (MPCR), led by the former Falintil guerrilla fighter, Mauk Moruk, the letter makes some disturbing claims in relation to the bombing at the US Embassy in Dili. 

According to the letter, “Prime Minister ,Xanana Gusmao, was behind the grenade attacks”, at the United States Embassy (USA), in Dili, last week.
 .
The MPCR alleged the following: 
.
“Xanana had orchestrated another malefic and cosmetic plan to try to discredit the Maubere People Council Revolution by bombing the USA Embassy in Dili very recently.“ 

“After that immoral and very ashamed his butchery and criminals practices, he overloaded that his ill-fated devil plan to try blame MPRC with his cohort Lasama and his other cronies have been open with their ashamed manner their stink mouth, were said in very reckless and fraudulent way of action towards the dignity and reputation of MPRC where pompously said that MPRC was in fact the author of the so called crime committed against innocent USA people,” MPRM claims. 

The Maubere People Council Revolution also claims that after a thorough investigation completed by them that they have found “the real perpetrator” was the Prime-Minister Xanana Gusmao. 

“However, after the MPRC have ordered his investigation team to search very deeply and very scrupulous manner have found the real perpetrator of that monstrous crime against humanity in the USA Embassy compound, the real author was Xanana alone with his butchery and mafious members…,” they claim.

Last week, we spoke with the leader of The Maubere People Council Revolution, Mauk Moruk, and he said:

“I suspect that the grenades at the Embassy of the United States was under orders of someone to blame me and to generate distrust amongst the population, for me to be the culprit”.
 ,
Tensions have been mounting as Mauk Moruk and his men refuse to surrender to Timor Leste's police force and army, after serious a event in Laga, Baucau, some weeks ago. 

The Prime-Minister and the President urged the group to surrender themselves, but Moruk is still reluctant to do so, and he urges Xanana Gusmao to dissolve the National Parliament and called for a new parliamentary election.

Award winning Australian photojournalist, journalist and outspoken commentator, Ted McDonnell recorded  a half hour interview with Mauk Moruk recently. McDonnell says the disclosures made by Mauk Moruk show that he was provoked into the incident that occurred in Laga.

“I was told three days before the Laga incident that the Prime Minister was planning a major incident. It’s very clear that Mauk Moruk was provoked and set up by his old rival Gusmao. There is no excuse for holding the PNTL officers, but very clearly Moruk was provoked into the situation,” McDonnell told Timor Hau Nian Doben.

McDonnell said he is personally investigating the deaths of 11 Falintil Commanders in 1985 who were “clearly murdered by someone very high up in today’s government”. 

“I have a fair degree of evidence as to who that person is and I have the murdered men's names,” McDonnell added.

“It seems sad that a Prime Minister of a country would play such games to protect his own reputation by destroying others. Prime Minister Gusmao has all along protected his close friend Emilia Pires and other alleged corrupted politicians. He has feathered his family’s nest with lucrative contracts and played games with Timorese lives. It amazes me,” McDonnell added.

“Now it seems he has suckered Fretilin into becoming part of his government? So where does that leave Fretilin come the 2017 elections?” McDonnell concluded.
.

Angela: Mauk Moruk Sei La Rende Ba Governu Xanana

.

Jornal Independente - 28 Janeiru 2015

Prezidente Konsellu Revolusaun Maubere (KRM), Paulino Gama (Mauk Moruk) lakohi rende ba Governu ne’ebé lidera husi Primeiru Ministru Kay Rala Xanana Gusmão.

Porta-voz KRM, Angela Freitas haktuir deklarasaun, hafoin hetan telefone direita husi Mauk Moruk, tersa horsehik.

Nia dehan, Mauk Moruk lakohi rende, tanba deskonfia Xanana hanesan lider Governu halo manipulasaun barak iha povu ne’ebé buka justisa.

“Maibé importante liu mak ha’u hakarak hato’o ha’u nia konversa ho maun Mauk Moruk iha ohin dader nove (9) oras nia telefone mai ha’u, nia husu de’it para membrus Governo sira, membru paralamentu sira labele utiliza situasaun ne’e atu fó informasaun no deklarasaun sira ne’ebé ke la responsabilidade e buka oinsa para atu bele kria fali situasaun ne’ebé mak ita hotu lakohi,”haktuir Prezidente Partido Trabalhista, iha nia rezidensia, Bairus dos Grilus horsehik (27/01).

Tan ne’e, husi Mauk Moruk nia luta liu husi aktus iha Saelari hodi hatudu nia pozisaun ba povu katak luta kontra koruptu no defende intrese nasional liliu defende riku-soin.

“Nia raik hatete katak nia prontu hasoru Tribunál, maibé nia rezeita total lei ne’ebé mak kopia husi Portugal no Indonezia tanba durante 24 anus nia komanda luta ne’e hasoru se, ida ne’e mak nia pergunta, durante 24 anus ne’e nia luta hasoru se, se ita kontinua nafatin uza lei invazor nian atu mai kondena fali nia (Mauk Moruk) nia la konkorda ho ida ne’e,”hateten Angela.

Tan ne’e, Mauk husu ba povu tempu to’o ona atu disolve Governu no Parlamentu hodi harii Governu unidade nasional liu husi eleisaun antisipada.

Kona ba situasaun pasadu iha ailaran, Angela haktuir, ne’e responsablidade ema hotu nian tanba nasaun Timor-Leste la’os kompaña privadu.

Iha oportunidade ne’e, Angela lamenta tebes ba atuasaun husi forsa sira ne’ebé mak halo operasaun konjunta ho brutalmente hasoru povu kiik sira ne’ebé mak la involve iha violensia.

Nia mós rejeita informasaun ne’ebé sirkula katak ro rua ne’ebé KOK detein atu tula Mauk Moruk sai husi Timor-Leste. Angela konsidera informasaun hanesan maneira ida atu kondena tan Mauk Moruk ho terrorista.

“Ita sira ne’e mesak mate restu deit, ita sira ne’e mesak terus na’in de’it no Maromak ohin loron sei fó nafatin ita nia moris naruk, tanba ne’e dala ida tan ha’u hanoin katak tempu to’o ona ita tenke halibur Timor-oan hotu, atu bele neon ida de’it, laran ida de’it luta ba iha justisa luta ba koruptor sira, harii fali Governo ida ne’ebe boa-governasaun atu bele haree fila fali ba dezenvolvimentu ba futuru oin mai, ita labele lori fali situasaun ida ne’e, labele provoka fali sitausaun ida ne’e hodi rezulta anakismu,”dehan nia.

Entretantu iha sorin seluk, Komandante Komando distrital Baukau Superintedente Xefe Jose Neto Mok via telefona hatete, operasaun konjunta ne’ebe mak halo iha Baukau kontinua la’o hodi fó segrunsa ba povu. 
.
Nune’e, nia husu ba Mauk Moruk atu kopera ho parte seguransa hodi intrega an atu ba justisa, duke iha prosesu operasaun mak halo kapturasaun bele afeita ba ninia estabilidade no nia vida.

Entretantu, kona ba ninia vizita ba iha embaxada Estadu Unidos Amerika foin lalais, Angela dehan ba hanesan ema intelektual no hanesan lideransa partidu ida hodi fó hatene de’it ba nasaun rua ne’e bele marka audiensia hodi bele buka solusaun ba situasan iha rai laran.
.

Membru Governu Nain 5 Rezigna Aan Ona PM Xanana Enkontru ho Rui Araujo

.

Jornal Independente - 28 Janeiru 2015

Membru Governu nain lima (5) hato’o ona karta rezignasaun ba Primeiru Ministru Kay Rala Xanana Gusmão, tersa-feira horsehik (27/1).

Karta rezignasaun ne’e hato’o, hafoin Xefe Governu Xanana Gusmão distribui karta ba membru Governu tomak, iha segunda-feira (26/1) hodi husu sira nia konsensia atu rezigna aan no balun husu atu hein to’o sermonia tomada posse ba estrutura Governu foun iha fulan Fevereiru mai.

Membru Governu nain lima ne’ebé hato’o ona sira nia karta rezignasaun mak, hanesan Sekretáriu Estadu Seguransa (SES) Francisco Guterres, Sekretariu Estadu Defeza (SED) Julio Tomas Pinto, Sekretariu Estadu Asuntu ASEAN Roberto Soares, Ministru Edukasaun Bendito Freitas no Sekretariu Estadu Agua Saneamentu Elias Monis.

“Ha’u hatama karta rejignasaun katak, ami agradese PM (Primeiru Ministru) tanba fó konfiansa mai ami durante tinan hitu, di’ak ka la di’ak, buat barak ka la barak públiku mak sei haree, no PM mós agradese tanba ami koopera ho nia,”dehan Sekretáriu Estadu Seguransa Francisco Guterres informa ba jornalista sira hafoin hato’o karta rejignasaun ba PM Xanana iha Palacio Governu, Tersa (27/01).

Maski sai ona husi Governu, Fransisco promete sei fó kontribuisaun liu husi serbisu seluk ne’ebé nia sei halo iha loron tuir mai, atu nune’e kontinua defende Governu ida ne’e.

“Ha’u esperansa bo’ot katak, ema foun mai fali bele halo di’ak liu tan para atu bele alkansa objetivu ne’ebé mak tau tiha ona iha Planu Estratéjiku Dezenvolvimentu Nasionál (PEDN),”tenik nia.

Nia rekoñese buat barak mak seidauk halo ba rai ida ne’e, maibé tenke valoriza ema ne’ebé halo loos no di’ak.

Sekretáriu Estadu Defeza Júlio Tomas Pinto mós agradesemento ba Primeiru Ministru, tanba durante ne’e fó ona fiar hodi tuur iha Governu. 

“Maun Xanana bolu ha’u mai hodi esplika kondisaun hot-hotu, ha’u mós ohin aproveita opornidade hodi intrega ha’u nia karta rezignasaun ba PM,”tenik Júlio.

“Ha’u nia rejignasaun nian ne’e hahú vigora iha loron 1 Fevereiru,”tenik nia ho esperasaun kontente.
Parte seluk, Sekretáriu Estadu Asuntu ASEAN, Roberto Soares dehan, nia mós intrega ona karta rezignasaun ba PM Xanana.

“Ha’u hanoin ladun etika ba ha’u atu bele hateten agora dadauk, maibé hein de’it estrutura foun ne’e mai maka, karik sei kontinua, maka iha duni nesesidade absoluta atu bele kontinua serbisu,”dehan Roberto.
.
Maibé Roberto dehan, karik nia la kontinua atu assume kargu foun mai ne’e mós, nia fiar katak, sei iha ema seluk atu iha vontade tomak hodi kontinua serbisu estadu nian ne’e.

Alende ne’e, Ministru Edukasaun, Bendito Freitas mós hatete katak, nia mós simu ona karta husi PM Xanana, maibé hein de’it rezultadu husi Xefe Governu ne’e rasik.

“Ita bo’ot sira hatene hotu ona, hein de’it rejultadu saida maka ita nia estadu no nai-ulun sira atu tau,”dehan Bendito.

Nu’udar sidadaun Timor-oan, tenki iha konsensia katak, nasaun no estadu ne’e ema hotu nian. Entaun kuandu iha avaliasaun ne’e, normal. Ida ne’e para hot-hotu bele iha konsensia ba estadu ida ne’e.

Tanba ne’e nia dehan, hanesan membru Governu, nia hein no prontu atu simu orden ka rejultadu PM Xanana nian ba ida ne’e.

La Sama-Asanami prontu sai 

Entretantu, Vise Primeiru Ministru nu’udar mós Prezidente Partidu Demokrata (PD) Fernando La Sama de Araujo no Ministru Agrikultura no Peskas (MAP) nu’udar Sekretariu Jeral PD, Eng, Mariano Assanami Sabino sei intrega mós sira nia karta rezignasaun ba PM Xanana. 

“Ha’u mós sei sai, ha’u seidauk aprezenta ha’u nian, maibé ami sei reu-niaun iha partidu ne’e buat normal ida, tuur hamutuk atu tetu, tanba situasaun politíka ne’e buat normal ida,”dehan La Sama ho hamnasa.
.
“Ha’u hanoin hot-hotu tenki hakmatek, aseita desizaun saida maka PM halo, no apoiu politka ida ne’e atu nasaun ne’e la’o ho di’ak no hakmatek ba oin,”nia afirma.

La Sama dehan, nia sei hamutuk ho ninia Sekjer Assanami hodi informa ba membru PD iha Governasaun atu simu desizaun Xanana nian.

“Sei balu tenki sai karik, inklui ha’u tenki sai, tanba atu servi nasaun ne’e, la’os dehan katak dalan ida de’it, mak sai membru Governu. Hanesan Timor-oan, iha obrigasaun atu servi nafatin, hein katak, esperensia ne’ebé membru Governu sira hetan durante aprende hamutuk, sira bele fó nafatin sira nia kontribuisaun ba dezenvolvimentu rai ida ne’e,”dehan La Sama.

La Sama dehan, konteudu karta ne’ebé maka PM Xanana intrega ba membru Governu sira ne’e, hanesan avija ofisial ida ba públiku li-liu kona-ba naran membru Governu foun nian.

Iha loron 31-Fevereiru agora, PM Xanana sei hato’o lista naran Governu foun ne’e ba Prezidente Repúblika, depois maka fó sai ba púbiku.

“Buat ida karta rezignasaun ne’e, prosesu ida. Ha’u la hakerek karta, se karik buat ne’e hanesan ne’e, ha’u koalia de’it ba Primeiru Ministru, tanba buat ida rezigna ne’e, iha ninia konteudu politika uituan,”tenik nia.
.
Hatan kona-ba PM Xanana mós sei hatama karta rezignasaun ba Prezidente da Repúlika, Taur Matan Ruak, La Sama dehan, nia lahatene planu Xanana nian.

“Ha’u lahatene, nia maka hatene liu, ita hotu lahatene Primeiru Ministru maka hatene liu buat ida ne’e,”tenik nia.

Iha fatin hanesan, Ministru MAP, Eng. Mariano Assanami Sabino simu ona karta avaliasaun husi PM Xanana Gusmão hodi fahe ona karta ba nia Vise Ministru Marco da Cruz, Sekretariu Estadu Pekuaria Valentino Varrela, Sekretariu Estadu Peskas Rafale Gonsalves no Sekretariu Estadu Floresta no Konservasaun Natureja João Cardojo Fernandes.

Assanami haktuir, konteudu karta Primeiru Ministru ne’e oin oin rua, ida husu atu halo rezignasaun individual. Tanba kuandu rezignasaun ne’e hotu, ema balu bele uza fali iha fatin seluk, tanba iha governasaun foun ne’e, bele bolu fali.

“Tanba ne’e maka, karta ne’e ami seidauk tu’ur hamutuk atu hare karta ida ne’ebé maka ema ne’e sei nafatin, ka ema ne’e ba fali fatin seluk. Ami hanoin katak, bankada PD nian ne’ebé tama iha governasaun ida ne’e mós, mai husi latar belakang rezistensia maka barak,” tenik nia.

Maibé ho buat sira ne’e hotu maka, bele tetu no haree, oinsa maka bele la’o ba oin, tanba vida iha politíka ne’e, tenki mosu hanesan ne’e duni. 

“Karta ne’e ha’u simu ona, mas seidauk loke tanba presiza tempu atu ko’alia ho joven sira, tanba ha’u mós Sekretáriu Jerál Partidu Demokrátiku, atu nune’e presiza kompriende sistema ida ne’e,”dehan nia. 

Tuir nia dehan, PM nia kompeténsia atu halo mudansa termasuk remodelasaun ka re-estruturasaun.

Tan ne’e, desizaun ba remodelasaun sei la afeita ba ejistensia Bloku Koaligasaun, tanba sai hosi Governu kontinua reprezenta nafatin partidu.

“Ohin ha’u koalia ona ho Sekretáriu Estadu sira, no mós partidu oi-oin ne’ebé serbisu iha ne’e katak reforsa nafatin partidu, fó nafatin apoiu total ba Governu ida ne’e to’o 2017, entaun karta ne’e ami simu ona, mas seidauk loke,”nia hateten.

Nia hatutan, hanesan Sekretáriu Jerál Partidu Demokrátiku, katak planu ba tinan lima inklui ona ida-idak nia ideia, ida ne’e mak planu ba bolsa maen veteranu, hasa’e vensementu ba suku sira, aumenta osan ba ferik-katuas sira.

Partidu Demokrátiku nian mak hanesan PDDI-PDDII, PNDS no PDID iha Kintu Governu Konstituisionál barak maka implementa ona no Planu desentralizasaun mós kesi metin hosi programa Partidu Demokrátiku nian.

Xanana Enkontru Emerjensia ho Rui Araujo 

Iha parte seluk, Primeiru Ministru Xanana Gusmão, tersa horiseik hakat ba Ministériu Finansas hodi hala’o enkontru emrjensia ho eis Ministru Saude Dr. Rui Araujo. Enkontru ne’e hala’o taka ba media sira. 

Maibe tuir informasaun katak, enkontru PM Xanana ho Dr. Rui Araujo posibilidade sei bolu Rui Araujo atu tama iha Governu foin mai hodi troka ema balun. 

Jornalsita sira tenta konfirma asuntu ne’e ba Dr. Rui maibé la konsege hasoru tanba preokupa ho serbisu Governu nian barak.
.

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Mauk Moruk:"Ha'u nunka hakarak entrega an ba Embaixada Australia no Estadus Unidus nian"

.

Timor Hau Nian Doben - 26 de Janeiru 2015 - Tradusaun hosi Oan Kiak

Eis Komandante FALINTIL nian, Paulino Gama alias  Mauk Moruk, dada lia ho Timor Hau Nian Doben no nia nega katak nia husu ba embaixada Australia no Estadus Unidus Amerika nian ba halo negosiasaun ba nia atu entrega an, ka nia hakarak entrega an ba reprejentasaun diplomatika refere.

"Ida ne'e manobras oi oin ema seluk nian, ha'u husu de'it ba nasaun nain rua ne'e atu tau matan ba gobernu ninia hahalok hanesa korupsaun, naoksaun no ita povu nia terus, ha'u husu ba nasaun refere ba defende povu ninia direitus no sira husu ba governu atu hatan ba povu ninia nesesidade, maibe ha'u nunka husu sira ba sai hanesa mediador ida ba ha'u entrega an ", dehan Mauk Moruk.

Zizi Pedruco (husu dala ida tan) - Tempo Semanal fo'o sai notisia katak señor hakarak entrega an ba embaixada nain rua ne'e, hahu negosiasaun tiha ona ho sira, señor komandante bele explika mai ha'u di'ak liu tan, tan ba ha'u sei  la kompreinde ho di'ak.

Mauk Moruk (ho pasensia boot)
-Oh alin, ha'u atu entrega ha'u nia an ba embaixada sira ne'e halo nusa, ha'u serkadu hosi fatin hotu hotu. Karik ha'u rende, hahalok ne'e hanesa nega hotu hotu que ha'u fiar, nega ha'u nia kaben nia mate, que indoneziu sira oho "barbaramente", ha'u nega ha'u nia oan sira nia mate nomos nega martires da patria no ita nia maun alin sira que mate. Ha'u la ba entrega ha'u nia an ba embaixada rua ne'e, ha'u ba mate iha Timor-Leste. Ha'u la fiar ona jornais Timor nian, ha'u la ko'alia ona ho jornal Timor nian nein ida, sira fa'an tiha ona sira nia an.

Jornal Tempo Semanal fo sai notisia Quarta-feira liu ba, katak Mauk Moruk atu  entrega an de'it  ba embaixada Australia ho Amerika tan ba " nia la fiar ona guvernante sira".
.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Ministro do Petróleo e Recursos Minerais timorense sai no novo Governo

.

Díli, 26 jan (Lusa) - O ministro do Petróleo e Recursos Minerais timorenses, Alfredo Pires, é um dos governantes que deixa o executivo, no âmbito da reestruturação que o primeiro-ministro timorense vai realizar em fevereiro, confirmou hoje fonte do seu gabinete.

"Ficámos em choque. Não estávamos à espera desta decisão", comentou à agência Lusa fonte do seu gabinete.

Alfredo Pires foi um dos ministros que hoje recebeu uma das cartas de Xanana Gusmão a dizer se fica ou não no novo Governo, missivas que informam os que saem que devem preparar-se para se demitir até 01 de fevereiro.

A saída do ministro que dirige o setor mais importante de Timor-Leste - é responsável pela quase totalidade das receitas do país - causou "surpresa", tanto entre responsáveis de instituições do Governo ligadas ao setor, como de empresas petrolíferas ouvidas pela Lusa.

"Ninguém estava à espera", disse à Lusa fonte de uma das empresas do setor, considerando que Alfredo Pires era tido como um "interlocutor sério".

"Causou muita surpresa", disse outra fonte da Autoridade Nacional do Petróleo ouvida pela Lusa.
.
Fonte do executivo timorense disse hoje à agência Lusa que as cartas enviadas por Xanana Gusmão "eram de dois tipos": para os que vão continuar no Governo, a pedir para se prepararem "para a nova estrutura", e para os que saem, para que se preparem para a resignação "até 01 de fevereiro".

"O primeiro-ministro escreveu a todos os 55 membros do executivo. Uns para dizer que ficam, outros para dizer que saem", afirmou a fonte governamental.

A mesma fonte confirmou à Lusa que outra das pessoas que não vai fazer parte do novo executivo é a ministra das Finanças, Emilia Pires, que terá até, segundo outra fonte, formalizado já a sua demissão.
.
Posição idêntica terá tido também a vice-ministra das Finanças, Santina Cardoso, que apresentou a sua demissão a Xanana Gusmão.

Uma outra fonte do executivo avançou à Lusa que também o ministro dos Transportes, Pedro Lay, terá apresentado a sua demissão ao primeiro-ministro.

Hoje, o líder da Fretilin, Mari Alkatiri, disse à Lusa que membros do partido podem participar no próximo Governo, não em nome do executivo, mas de forma individual, como "elementos válidos" que podem contribuir para corrigir distorções.

Questionado sobre se existiram já convites a membros do partido, o líder do maior partido da oposição timorense disse que os convites "são a pessoas da Fretilin e não à Fretilin".

ASP // ARA
Lusa/Fim
.

Mauk Moruk:"PNTL prendeu o meu sobrinho e dois antigos comandantes das Falintil"

.

Timor Hau Nian Doben- 26 de janeiro de 2015

O antigo comandante das Falintil, Mauk Moruk, disse há momentos ao Timor Hau Nian que às três da tarde, horas locais, a Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) prendeu e levou para Díli dois antigos comandantes da Falintil e um sobrinho dele.

"A PNTL acabou de lavar a cara, prenderam o meu sobrinho, Manuel Vítor Correia Gama e mais dois antigos comandantes das Falintil, um é o Mau Kiak e o outro ainda não confirmaram o nome, prevemos que amanhã possam ir capturar o meu irmão L7".

Zizi Pedruco - Seu irmão, mas porquê que querem capturar o seu irmão? O Comandante L7 não fez nada de mal, ele não tem nada com este problema que está a acontecer.

Mauk Moruk - Isto tudo faz parte do plano deles.

Zizi Pedruco - Eles quem, Sr. Comandante?

Mauk Moruk - Eles, o Xanana, Longuinhos Monteiro e o Alkatiri, eles é que conspiram contra mim para me difamarem, mas eu respeito isso, eles têm a liberdade de expressão, mas eu vou-lhes responder. Eu ando desconfiado que as granadas na Embaixada dos Estados Unidos foi a mando de alguém para me culparem e gerar a desconfiança entre a população, para eu ser o culpado.

Zizi Pedruco - O senhor tem conhecimento de que o Lasama de Araújo e o Manuel Tilman lhe chamaram de terrorista?

Mauk Moruk - O Lasama é que é um ladrão e um terrorista, ele e o Xanana. São uns ladrões e uns terroristas, eles é que fazem sofrer este povo mártir.
.
Mauk Moruk terminou dizendo que em breve mandaria ao Timor Hau Nian Doben uma resposta por escrito aos que lhe chamaram de terrorista.

O ex-comandante das Falintil foi detido preventivamente em março do ano passado após o Parlamento Nacional ter aprovado uma resolução por unanimidade para capturar o antigo comandante das FALINTIL e os seus homens, por estes alegadamente "representarem um perigo para a estabilidade do país". Paulino Gama foi libertado em dezembro.

Mauk Moruk foi um dos mais respeitados comandantes das Falintil e muito temido pelo exército indonésio até 1985, quando foi forçado a render-se devido às divergências internas com Xanana Gusmão. Nos princípios dos anos oitenta, a mulher e um primo do ex-comandante foram assassinados pelas forças invasoras.
.

Mauk Moruk:"Eu nunca quis render-me às Embaixadas da Austrália ou dos Estados Unidos"

.

Timor Hau Nian Doben - 26 de janeiro de 2015

Em declarações há poucos minutos ao Timor Hau Nian Doben, o antigo Comandante das Falintil, Paulino Gama, também conhecido com o nome de guerra Mauk Moruk, negou que alguma vez tenha pedido às Embaixadas da Austrália e dos Estados Unidos da América para mediarem a sua rendição ou que  quisesse render a estas representações diplomáticas.

"Isto foram manobras de diversão de terceiros, o que eu pedi é que estes dois países tenham atenção ao que vai dentro do Governo, corrupção, roubos e o sofrimento do nosso povo, e que ajudem a defender e que sejam cumpridos os direitos do povo, mas eu nunca pedi para eles serem mediadores da minha rendição", disse Mauk Moruk.

Zizi Pedruco (insistiu) -O Tempo Semanal noticiou que o senhor se queria render a estas embaixadas e que as negociações já estavam em curso, senhor Comandante explique-me lá como deve de ser que eu estou confusa.

Mauk Moruk (com muita paciência) - Ó minha irmã, mas como é que eu me posso render às embaixadas se estou cercado por todos os lados? Se eu render é negar tudo o que acredito, é negar a morte da minha mulher que foi barbaramente assasinada pelos indonésios, dos meus filhos e dos mártires da pátria, dos nossos irmãos que morreram. Eu não me vou render a estas embaixadas, eu vou morrer em Timor-Leste. Eu não confio nos jornais timorenses, não falo com nenhum deles, estão todos comprados.

O jornal Tempo Semanal noticiou na passada quarta-feira que Mauk Moruk apenas se renderia às embaixadas dos Estados Unidos da América ou da Austrália porque "não confiava nos governantes timorenses".
.

Gusmao - “Hey watch me pull a rabbit out of my hat…"

.

By Ted McDonnell - Ted McDonnell 

Timor Leste Prime Minister Xanana Gusmao is finalising his so called remodelisation of his country's Parliament in the lead up to his much awaited retirement.

Amid claims of corruption, nepotism, inappropriate behaviour and allegations of wrong doings in 1985, Gusmao intends sacking a number his coalition partners to bring in Opposition Fretilin parliamentarians into the government in a latter day attempt to growing public disenchantment of his government and head off a potential no confidence vote in his leadership.

Gusmao, despite his continual power plays and games, his threatening manner and downright bullying nature is all but a lame duck Prime Minister. But in the days leading to his ultimate demise he is attempting to also “damage” the Fretilin Party in the lead up to the 2017 elections, according to many observers.

Gusmao is attempting to play another ‘party trick’ by tainting the Fretiln Party in his “remodelisation” of his tainted government by importing a number of Fretilin politicians into his government. 

It is believed those Fretilin members who could be “imported” into the Gusmao government will be “used” by the Prime Minister to regain credibility. Those member Fretilin members of Parliament who were bullied by Gusmao to sack the judiciary last year are possible contenders to be “invited” by the PM to join the government as they are “easily persuaded and manipulated".

Opposition leader Mari Alkatiri says the so-called invitation has not been extended to Fretilin but to individuals of the Parliament.

Many believe Gusmao already has Alkatiri in his pocket with favours involving a number of projects in the ZEEMS Oecusse zone. 

Younger members of Fretilin want Alkatiri gone. They say he is a failed former Prime Minister who represents the old, uneducated remnants of the Fretilin movement.

“Alkatiri has no credibility amongst the younger members of Fretilin. He will not lead the party at the 2017 election and is merely feather-bedding himself for retirement by being so friendly to Gusmao,” a prominent Dili based Fretilin powerbroker said yesterday. “He is an irrelevant old man like Xanana."

However, even Gusmao's closest confidantes, declare his "tricks and games" no longer run off on the voters, especially younger educated youth living in Dili.

“He’s always tricked the public into believing all his home grown myths, but we know what he is really like. We know he is behind a lot of the corruption and nepotism of his government. For too long he has taken care of his families members and the politically elite buddies," one university student leader said this week.

“He's tried to stop freedom of speech with his media laws, sacked the judiciary and protected his corrupt cronies and family members.

"He might resign soon. So what! We want him to stay in for the 2017 election so we can publicly humiliate him and destroy CNRT at the polls," she said.

"All my friends, a majority of first time voters want to punish him at the polls as that’s the only way the Timorese can punish him for the many crimes he and his government have committed.

"He has failed the Timorese politically and morally. He has drained the Petroleum Fund and now we the Timorese face an uncertain future.”

The changes to Gusmao’s government are expected soon as tension continues to grow in Timor Leste’s over the Prime Ministers continual power plays.
.

Membros da Fretilin participam no próximo Governo, mas de forma individual - Mari Alkatiri

.

Díli, 26 fev (Lusa) - Membros da Fretilin podem participar no próximo Governo timorense, no âmbito da remodelação prevista para fevereiro, mas de forma individual, como "elementos válidos" que podem contribuir para corrigir distorções, disse à agência Lusa Mari Alkatiri.

Questionado sobre se houve já convites a membros do partido, o líder do maior partido da oposição timorense disse que os convites "são a pessoas da Fretilin e não à Fretilin".

"Essa é a nossa contribuição. Exigir que o primeiro-ministro faça remodelação dentro do bloco (dos partidos que apoiam o Governo) é impossível porque dentro do bloco o PM já encontrou os melhores", afirmou.

"Não podemos dizer que tem que fazer remodelação, reduzir o governo e depois dizer que nós continuamos fora. A Fretilin continua fora, mas (...) não podemos bloquear essa possibilidade de elementos válidos da Fretilin participarem", disse ainda.

Trata-se, afirmou Alkatiri, de "elementos válidos, que são timorenses, que podem dar uma contribuição nos próximos dois anos e meio para corrigir algumas distorções (...) económicas e políticas" que considera terem ocorrido no Governo e na administração pública.

"Agora a Fretilin vai continuar a colaborar, mas de uma forma muito critica", afirmou.

Escusando-se a tecer comentários sobre o detalhe da remodelação, cujos contornos cabem ao primeiro-ministro Xanana Gusmão definir, Mari Alkatiri insistiu que o Governo é "pesado" com demasiados Ministérios e Secretarias de Estado e pouca coordenação.

"Mas não apenas o Governo. A própria administração pública ficou distorcida, com muitos diretores nacionais, muitos diretores gerais, e até diretores nacionais que são diretores de si próprios, mais a sua secretária", disse.

"Isto é ridículo e é mesmo só distribuição de cadeiras. São vários partidos, cada partido tem um compromisso com os seus membros e trás os seus membros para dentro da administração pública", afirmou.
.
Isso deixa a administração pública "complemente ineficaz, criando conflitos internos" e sem "vida institucional que obrigue á coordenação", tendo-se perdido "o bem comum" e "confundido o bem comum com o bem pessoal".

Recorde-se que Xanana Gusmão anunciou que até 18 de fevereiro levará a cabo uma remodelação do seu executivo.

Nas últimas semanas têm circulado vários rumores sobre a natureza e dimensão das mudanças que serão levadas a cabo.

O Governo timorense integra atualmente membros dos três partidos da coligação de Governo, o CNRT (30 deputados), o PD (8 deputados) e a Frente Mudança (dois deputados).

ASP // JCS
.

Julgamento de presidente do parlamento timorense adiado para decisão sobre imunidade

.

Díli, 26 jan (Lusa) - O julgamento do presidente do Parlamento Nacional de Timor-Leste foi hoje adiado, pelo menos 30 dias, para que o parlamento decida sobre o levantamento, ou não, da imunidade parlamentar de Vicente da Silva Guterres.

Além do presidente do parlamento são arguidos no mesmo processo o secretário de Estado para o Fortalecimento Institucional, Francisco da Costa Soares, e um funcionário público, Rui Amaral.

"Até hoje não foi concluído o procedimento sobre a suspensão das funções de Vicente Guterres e, por essa razão, temos que aguardar por essa decisão para que o processo possa continuar o seu decurso", explicou fonte da defesa.

"Esse foi também o entendimento do tribunal, razão pela qual não se realizou hoje o julgamento", explicou.
A decisão de adiamento foi comunicada pela juíza Jumiaty Freitas, juiz presidente do coletivo de três juízes do Tribunal de Díli, onde hoje decorreu a primeira sessão.

Em relação a Francisco Soares o tribunal confirmou que a imunidade do secretário de Estado não foi levantada pelo parlamento.

O tribunal explicou ainda que vai notificar o parlamento para que tome uma decisão no caso da imunidade de Vicente da Silva Guterres convocando nova sessão dentro de 30 dias para avaliar essa decisão e marcar nova data de julgamento.

O terceiro arguido, Rui Amaral, faltou à sessão de hoje, por estar ausente de Díli, tendo agora que apresentar uma justificação pela falta ao tribunal.

Recorde-se que o presidente do parlamento é acusado de um crime de participação económica em negócio, punido pelo Código Penal de Timor-Leste e ainda com base na Lei Indonésia contra a Corrupção, que se continua a aplicar no país por faltar legislação nacional própria nesta matéria.

Segundo Vicente Guterres todo o processo é algo "surrealista" porque está a ser acusado de participação num negócio que nunca se chegou a realizar.

Nomeadamente é acusado de ter aprovado o ajuste direto para a compra de viaturas para uso pelas várias comissões parlamentares sem realizar concurso e quando havia viaturas mais baratas no mercado o que, considera a acusação, teria lesado financeiramente o Estado.

O caso remonta ao período conturbado do início de 2008, depois do atentado contra José Ramos-Horta, então Presidente da República que é substituído interinamente, em funções, pelo então presidente do parlamento, Fernando La Sama de Araújo (hoje vice-primeiro-ministro).

Segundo fonte do parlamento timorense, Vicente Guterres - então vice-presidente e interinamente nas funções de presidente parlamentar -, recebeu um pedido urgente dos serviços do parlamento para a compra de viaturas para uso pelos deputados para visitar os distritos - numa altura de grande tensão em todo o país.
.
Vicente Guterres dá parecer positivo à proposta de compra de carros de uma marca, explicando no seu parecer que autorizava o ajuste direto "desde que se verifiquem os procedimentos legais exigidos".

A compra, porém, nunca chegou a ser realizada tendo sido substituída por outro contrato de compra assinado, posteriormente, pelo presidente Fernando La Sama de Araújo (que entretanto regressou ao cargo) que optou por outra marca.

ASP // JCS
Lusa/fim
.

sábado, 24 de janeiro de 2015

Fretilin no novo governo de Xanana? Alkatiri disse que não

.

Timor Hau Nian Doben - 24 de janeiro de 2015

O Timor Hau Nian Doben recebeu informações de que membros seniores da Fretilin, o único partido da oposição no Parlamento Nacional de Timor-Leste, iriam fazer parte do novo executivo do primeiro-ministro Xanana Gusmão, "pelo menos dois", e que a remodelação será anunciada nas primeiras semanas de fevereiro.

O nome de Inácio Moreira, deputado da Fretilin,  foi avançado no Facebook como um possível sucessor do ministro dos Transportes e Comunicações, Pedro Lay, que se especula que se resignou.

O secretário-geral da Fretilin, Mari Alkatiri, garantiu em declarações à comunicação social timorense que nenhum quadro da Fretilin integrará no executivo de Gusmão após a remodelação, garantindo que a oposição nunca quer fazer parte do governo.

"A oposição nunca quer fazer parte do governo, mesmo que as pessoas pensem muita coisa diferente, nós não vamos fazer parte do governo", afirmou Mari Alkatiri.

Outra fonte próxima a um dirigente do partido da oposição disse que a Fretilin não faz parte desta remodelação governamental de Gusmão.

"Alkatiri e o Lu-OLo disseram já que é tarde para a Fretilin entrar no governo. Se a coligação continua, lá vai ser mais uma salada frutas e não vai funcionar. Vamos ver como será a salada," disse.

Todavia, após novo contacto com quem nos alertou primeiramente da integração de membros da Fretilin nas fileiras do novo executivo de Gusmão recebemos como resposta, "a minha fonte é incrivelmente segura, acerta sempre, nunca erra".

"Se a Fretilin entra ou não neste governo vai ser a mesma coisa, eles como oposição também não fazem nada para beneficiar o povo, pelo contrário, eles só abanaram a cabeça a concordar. Só em 2017, depois de novas eleições é que Timor pode andar para a frente, vamos esperar que o Maun Taur se candidate para primeiro-ministro e o Maun Lere para Presidente da República. Não podemos mais confiar nesta Fretilin do Maun Alkatiri nem no CNRT, já fizeram sofrer muito o povo. Timor só vai andar para a frente quando se livrar dos oportunistas e à frente da nação estiverem só pessoas nacionalistas que sofreram juntos com o povo como o Maun Taur e o Maun Lere", afirmou há momentos um veterano timorense ao Timor Hau Nian Doben.
.