domingo, 30 de dezembro de 2012

MS destrói medicamentos fora de prazo - PM Xanana reconheceu que se queimou mais de um milhão de dólares

,

TVTL - 28 de dezembro de 2012 - Tradução de TIMOR HAU NIAN DOBEN 

O governo de Timor-Leste procedeu à destruição de medicamentos comprados com o Orçamento Geral do Estado, no valor de mais de um milhão de dólares. 

O primeiro-ministro (PM) apelou ao ministério da Saúde e aos SAMES para fazerem uma boa gestão, para que deste modo no próximo ano, não se estraguem mais medicamentos. 

O chefe do governo fez estas declarações durante a queima dos medicamentos que custaram ao Orçamento do Estado, mais de um milhão de dólares. O PM, Kay Rala Xanana Gusmão, pediu ao ministério da Saúde e aos SAMES para fazerem uma boa gestão, para que no futuro, os medicamentos adquiridos com o Orçamento do Estado não sejam desperdiçados. 

Prateleiras de um hospital  sem medicamentos
"Estes medicamentos são uma grande lição para nós, a partir de 2013 para a frente, eu sei que, o próprio ministro, os dois vice-ministros e vocês, que nós todos vamos falar uns com os outros, olharmos uns pelos outros, apoiarmo-nos mutuamente  para que possamos melhorar e resolver os seguintes grandes problemas que estamos sempre a ouvir: a compra de medicamentos, que não há medicamentos, que os medicamentos não são suficientes, mas, chega-se ao fim do ano, e nós queimamos mais de um milhão (de dólares em medicamentos) ", disse Xanana Gusmão. 

Kay Rala Xanana Gusmão insistiu mais uma vez no seu apelo ao ministério da Saúde e aos SAMES, para estas instituições controlarem o serviço dos medicamentos, para que os remédios comprados com o Orçamento do Estado não sejam desperdiçados no futuro.

Relacionado:  “PN Ezize Governu Rezolve Problema Ai-Moruk Iha Hospital”
A Day in the Life of Evalina - Experience Poverty in Timor Leste (East Timor) 
,

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.