terça-feira, 19 de março de 2013

CAC investiga mais uma vez ministro Lay

.

Jornal Independente - Segunda-feira, 18 de março de 2013 - Tradução de TIMOR HAU NIAN DOBEN

A Comissão Anticorrupção (CAC) investigou mais uma vez o ministro dos Transportes e Comunicações, Pedro Lay, porque existem desconfianças de que fez uma adjudicação direta de um projeto para tapar os buracos das estradas à companhia Estrada Boót Diak (EBD).

É a segunda vez que a CAC investiga Pedro Lay - que foi o antigo ministro das Infraestruturas.

A primeira investigação feita ao antigo responsável pela pasta das Infraestruturas foi relativamente a irregularidades e abuso de poder, a segunda foi sobre o mega projeto para tapar os buracos de todas as estradas em Díli, que foi adjudicado à EBD, no IV Governo Constitucional liderado pela Aliança da Maioria Parlamentar (AMP).

Após ter prestado declarações (a CAC), o atual ministro dos Transportes e Comunicações, Pedro Lay, não quis falar aos jornalistas que estavam aglomerados às portas da CAC.

O ministro Pedro Lay foi submetido a um interrogatório durante cerca de duas horas no edifício da CAC, o inquérito começou às 15:00 e terminou às 17:00 (horas locais). Ele chegou num carro com a matrícula, Polisia 03-333G.

No dia 20 de fevereiro, a Comissão Anticorrupção já tinha efetuado uma investigação contra Pedro Lay, sobre as irregularidades e abuso de poder, que tiveram lugar no ministério das Infraestruturas, durante o Governo da AMP.

Na primeira investigação, a CAC notificou Pedro Lay como testemunha para o caso de abuso de poder no antigo ministério das Infraestruturas.

Além de Pedro Lay, a Comissão Anticorrupção investigou também a ministra das Finanças, Emília Pires, o antigo ministro da Educação, João Câncio Freitas e ainda outros governantes.
,

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.