quarta-feira, 22 de maio de 2013

PR pede a colaboração da ex-Procuradora-geral da República

.



Díli – A contribuição da ex-Procuradora-geral da República, Ana Pessoa, foi pedida pelo Presidente da República timorense, Taur Matan Ruak, que considera muito necessária para o desenvolvimento do sistema de Justiça do país.

Ana Pessoa terminou o seu mandato de segunda Procuradora-geral da República (PGR) no início de 2013. Antes de ascender ao posto máximo do Ministério Público, Ana Pessoa ocupou algumas posições importantes em instituições do Estado.

A antiga PGR foi ministra da Administração do Estado durante o Governo da FRETILIN, antes de se ter tornado membro do Parlamento Nacional, do mesmo partido.

Circulam rumores de que Ana Pessoa terá ido viver para Moçambique mas uma fonte referiu que a ex-ministra, considerada uma das mulheres mais inteligentes do país, estará em Timor-Leste, devido à ligação que tem com a nação.

O Presidente da República, Taur Matan Ruak, convidou a antiga ministra para reunir no seu gabinete durante esta semana, mesmo não ocupando já o cargo de PGR. O Estado pretende ter o contributo de Ana Pessoa na Justiça, uma vez que existem ainda muitos problemas para resolver no sector.

A antiga governante disse que estará sempre pronta para ajudar no desenvolvimento do seu país.

«O Presidente está preocupado com questões gerais mas falou comigo e partilhou as ideias, juntamente com outras pessoas, para ajudarmos à reforma do sector da Justiça», disse Ana Pessoa, acrescentando que «Já não sou a Procuradora-geral da República mas, como cidadã timorense, poderei ajudar e dar ideias».

O Presidente do Tribunal de Recurso (TC), Cláudio Ximenes, foi criticado pelo deputado Aniceto Guterres, acerca do caso da ex-ministra Lúcia Lobato. O deputado acusou Cláudio Ximenes de ter defendido Lúcia Lobato devido ao seu interesse pessoal, uma vez que ambos mantêm uma relação de amizade.

O Presidente do TC disse, recentemente, que iria enfrentar Ancieto Guterres através dos mecanismos legais, devido à acusação que considera difamatória para o seu nome e para a sua instituição.

(c) PNN Portuguese News Network
,

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.