quarta-feira, 30 de outubro de 2013

PARLAMENTO TIMORENSE FOI EVACUADO PARA ANGOLA?

.

 Timor Hau Nian Doben - 30 de outubro de 2013

Uma fonte próxima ao Parlamento Nacional (PN) disse ao Timor Hau Nian Doben que está  "muito preocupado" com o número de pessoas, que integram a delegação parlamentar,  que vai estar entre 4 e 15 de novembro  em Angola, porque os custos desta viagem vão ser "extremamente altos."

"Na deslocação a Angola do grupo de trabalho da Assembleia Parlamentar da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (AP-CPLP), onde Timor-Leste vai estar presente, para preparar a transferência da presidência Parlamentar da CPLP, o que me leva a preocupar é o custo da viagem que é extremamente alto", desabafou.

De acordo com a citada fonte, fazem parte desta delegação parlamentar 20 pessoas, entre elas estão duas mulheres de dois membros da polícia de segurança pessoal e três assessores portugueses.

"Nesta viagem integram 20 membros com a inclusão das esposas de dois membros da polícia de segurança pessoal e três assessores portugueses", declarou.

Segundo fonte próxima de Vicente Guterres, esta garantiu ao Timor Hau Nian Doben que, " Vicente Guterres é uma fraude (...) e que se não for substituído rapidamente, o Parlamento Nacional vira um circo e os dólares do povo timorense vão ser investidos em viagens e atividades supérfluas que não irão trazer nenhum beneficio ao povo. Vicente não tem capacidade para estar à frente do PN."

"É um marmanjo, tem de ser corrido a pontapé", terminou.

Há uns dias este blogue noticiou que Vicente Guterres nas suas visitas ao estrangeiro se faz acompanhar pela sua mulher e as despesas são todas pagas pelo Estado timorense. O presidente do hemiciclo foi também acusado de estar a travar a alteração da polémica lei da Pensão Vitalícia e ainda de dificultar a redução das despesas.

"Embora se tenha tentado chamar a atenção e pôr um travão na redução máxima dos gastos desnecessários, mas com a Presidência do Vicente Guterres tudo parece estar sendo difícil", declarou um deputado do governo a este blogue.

Catorze milhões de dólares foram alocados pelo Orçamento Geral do Estado este ano para o PN, e como um distinto político timorense comentou no Facebook, relativamente ao número de pessoas que integram a comitiva para Angola, " Não será uma forma de executar o Orçamento do PN que totaliza 14 milhões de dólares americanos?"
.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.