sábado, 1 de março de 2014

PR considera Timor-Leste uma nação de emergência

,

Jornal Independente - 28 de março de 2014 - Tradução de Timor Hau Nian Doben

A implementação dos projetos das infraestruturas vem quase toda de um sistema de emergência, por este motivo, surgem dúvidas no Presidente da República (PR) se este país está também numa situação de emergência.

" Eu não sei onde está a emergência em Timor, tudo parece ser uma emergência, comer também é uma emergência, fazerem estradas também é uma emergência", disse o Presidente da República, numa discussão em volta de uma mesa redonda, realizada no Palácio Presidencial, em Aitarak Laran, na passada quinta-feira.

De acordo com o chefe de Estado, existem algumas coisas que precisam de ser resolvidas depressa e outras que levam tempo, mas tudo isto é da responsabilidade do Estado e do país.

Através desta discussão, o Presidente da República lamentou a qualidade dos projetos do governo e dos projetos de apoio do Banco Asiático de Desenvolvimento (ADB, sigla inglesa).Durante as observações que o chefe de Estado efetuou, o PR reconheceu que os projetos de estradas realizados durante a Segunda Guerra Mundial, são melhores do que os projetos feitos agora.
.
" Eu às vezes vejo as estradas da Segunda Guerra Mundial e estas continuam firmes, enquanto as que foram feitas agora se estragam depressa, eu às vezes sento-me e penso que eles antigamente eram mais inteligentes do que nós, ou nós é que somos mais inteligentes", disse.

Quando viajou para Bobonaro, o Presidente da República identificou que a qualidade das estradas em direção a Maliana não são boas também, estas foram construídas com o apoio da ADB, por este motivo é uma grande preocupação, pois, uma instituição grande às vezes faz também obras como os projetos de emergência.

Nesta discussão à volta de uma mesa redonda participaram membros do Corpo Diplomático, representantes do Banco Asiático de Desenvolvimento, personalidades do governo e ainda elementos da sociedade civil.

.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.