quarta-feira, 16 de julho de 2014

NÃO À ADESÃO DA GUINÉ EQUATORIAL À CPLP! NÃO À OPRESSÃO! NÃO À CORRUPÇÃO!

.


A Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP) pretende aceitar a requisição do país africano e antiga colónia espanhola, a Guiné equatorial, como membro e Timor-Leste vai hospedar o executivo deste país dentro de dias. Teodoro Obiang, presidente da Guiné equatorial vai discutir a adesão do seu país à CPLP.

Os povos africanos e timorense devem ficar muito desiludidos com a CPLP por causa desta decisão. Os lideres da CPLP estão a fazer um grande erro ao considerar este pedido vindo de um dos maiores corruptos africanos. A Angola também é corrupta e tem sido uma grande vergonha para a CPLP.

A filha do presidente da Angola é uma das mulheres mais ricas do mundo enquanto a maioria do povo angolano, 58% da população, vive na pobreza. O Obiang é pior ainda.

Considerado como um dos homens mais ricos da África enquanto a maioria do seu povo vive na miséria. O Obiang também faz do seu país como quer, roubando as riquezas da nação para enriquecer os seus familiares. Este é o país onde Obiang pai é presidente e Obiang filho é vice-presidente! Não há liberdade aqui. Não há democracia aqui. O Obiang governa a Guiné equatorial desde um golpe de estado em 1979 como um absolutista.

 Todos o temem como os timorenses e os indonésios temeram o Suharto durante muitos anos. Mas hoje a CPLP vai considerar a adesão deste corrupto e cleptocrata e Timor-Leste vai-lhe hospedar. Esta Cimeira da CPLP em Dili vai ser uma grande farsa e a CPLP não passa de uma organização onde os corruptos e as elites se apoiam uns aos outros, legitimando os regimes autocratas, tirânicos e corruptos à custa dos seus povos!

Com esta comédia entre os líderes de Timor-Leste, esta está muito desligada da atual situação do seu povo, orgulhosos por estarem a organizar esta cimeira em Dili.

Estes líderes timorenses dizem que são os herdeiros da revolução de 1975 que foi liderada pelos saudosos heróis tombados, incluindo o Nicolau Lobato, o Vicente Reis, a Rosa Muki, entre outros. Estes lideres timorenses também contam com os heróis africanos como Amílcar Cabral e Samora Machel como inspiradores das suas obras. Mas que grande farsa.

Nicolau Lobato, Amílcar Cabral e Samora Machel lutaram contra os fascistas, colonialistas e ditadores. Sacrificaram as suas vidas pelos oprimidos e não ao apoio dos opressores. Se estivessem vivos connosco, lutariam ao lado dos povos oprimidos contra estes fascistas. Dariam solidariedade aos povos da Guiné equatorial e fariam frente a este corrupto cleptomaníaco e criminoso Obiang.­ Simplesmente, os nossos líderes de hoje, especialmente os líderes Timorenses, têm mais em comum com os ditadores e autocratas como o Suharto e Salazar. Eles riem-se e fazem troça dos verdadeiros heróis, os povos oprimidos de Timor-Leste e da África.

Os timorenses sempre foram solidários com os povos africanos, em particular com os dos PALOP e vão continuar a manter estes laços de irmandade para sempre. Sofremos juntos debaixo do colonialismo. Quando a Indonésia decidiu negar a nossa liberdade, os povos africanos sempre estiveram do nosso lado. Hoje alguns povos irmãos africanos estão a sofrer debaixo de regimes corruptos e até fascistas. Da Guiné-Bissau à Angola, os povos destes países irmãos apelam-nos para os ajudar. Em vez de os ajudarmos, nós estamos a fazer o pior para eles. Estamos a legitimar a corrupção, a tirania, o poder absoluto, e a opressão que estes regimes ilegítimos praticam. Hospedar o Obiang, chamando o de líder amigo, é comparável com os nossos países amigos em África a convidarem o Suharto para visitar os seus países, aceitando a adesão da Indonésia na CPLP durante o tempo em que o povo timorense estava sob a ocupação indonésia. Hoje já chegamos a este ponto. Viramos as nossas costas à nossa historia e ao mesmo tempo traímos os povos que sempre nos apoiaram durante a nossa luta.

Aqui também fazemos um apelo especial aos líderes da FRETILIN, atual e históricos, em particular o Mari Alkatiri, Ana Pessoa, José Luís Guterres, José Ramos-Horta, e mais outros que estiveram em África, para protegerem os povos africanos.

Não traiam os povos africanos que sempre estiveram convosco nos tempos mais difíceis.

Pela honra dos nossos mártires tombados na luta pela nossa libertação,
Pela honra dos gloriosos povos de Timor-Leste a África,

NÃO À ADESÃO DA GUINÉ EQUATORIAL À CPLP!
NÃO À OPRESSÃO!
NÃO À CORRUPÇÃO!
SIM À LIBERDADE!
SIM À DEMOCRACIA!
SIM À JUSTIÇA!
,

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.