quinta-feira, 24 de julho de 2014

Prisão recusa tratamento a Mauk Moruk no HNGV - advogado

.

Timor Hau Nian Doben - 24 de julho de 2014

O advogado de Mauk Moruk, Paulo Remédios, em declarações ao Jornal Nacional Diário disse que o seu cliente sofre de tensão arterial alta, cerca de 200, e que a cadeia ainda não requereu nenhum pedido para Moruk ser tratado no Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV), apesar do seu estado de saúde ser grave.

"O nosso cliente sofre de pressão arterial alta (...). Os outros prisioneiros quando a pressão arterial chega a 150, eles mandam imediatamente para o HNGV. Mauk Moruk está com uma tensão arterial de 200, por causa do problema da alimentação, o que é perigoso. Mas nós recebemos um relatório que diz que neste momento estão apenas a fazer observações medicas dentro da prisão", disse Paulo Remédios ao citado matutino.

O Timor Hau Nian Doben sabe que Moruk já sofre deste problema de saúde há meses e que pessoas próximas ao antigo comandante das FALINTIL estão muito preocupadas com a falta de cuidados médicos por parte dos serviços prisionais. Existem suspeitas de  que "o querem apenas deixar morrer".

Paulo Remédios disse ainda que Mauk Moruk continua à espera do processo de investigação do Ministério Público, que está a decorrer neste momento e que até agora não há nenhuma acusação contra o seu cliente.

O antigo comandante das FALINTIL é considerado por muitos timorenses como um prisioneiro político do regime de Xanana Gusmão e dos seus lacaios, particularmente os deputados do governo e da FRETILIN que aprovaram uma "resolução política" por unanimidade  para capturarem Moruk e os seus homens.O comandante encontra-se neste momento em prisão preventiva, no estabelecimento prisional de Becora.

Mauk Moruk foi um dos mais respeitados comandantes das FALINTIL e muito temido pelo exército indonésio até 1985, quando foi forçado a render-se devido às divergências internas com Xanana Gusmão. Muitos dos seus familiares foram assassinados pelas forças militares indonésias, nomeadamente a sua mulher, que foi decapitada.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.