sábado, 5 de julho de 2014

SUSPEITAS DE QUE EMÍLIA PIRES RESIGNOU

.

Timor Hau Nian Doben - 5 de julho de 2014
.
Existem desconfianças de que a ministra das Finanças, Emília Pires, apresentou uma carta de resignação ao primeiro-ministro Xanana Gusmão, todavia, o motivo da eventual demissão ainda não é claro, noticiou ontem o jornal Suara Timor Lorosae.

O primeiro-ministro interino, Fernando La Sama de Aráujo, disse ao citado matutino que ainda não tem conhecimento da carta apresentada pela responsável pela pasta das Finanças.

"Nós ainda não sabemos de nada, os jornalistas é que geralmente sabem tudo primeiro. Nós ainda não ouvimos nada", afirmou La Sama ao Suara Timor Lorosae.

 De acordo com uma fonte próxima ao ministério das Finanças, ela disse ao Timor Hau Nian Doben que, a carta de resignação já foi apresentada há muito tempo e esta é a razão da Emília Pires não estar ativa no desempenho das suas funções há bastante tempo.

"A carta já foi apresentada ao primeiro-ministro já há tempos, é o que se fala por aí, por esta razão é que ela já há bastante tempo que não está ativa no desempenho das suas funções de Ministra de Finanças...", disse a referida fonte.

Na semana passada Emília Pires foi alvo de fortes criticas por parte do Presidente da República, Taur Matan Ruak, o Chefe de Estado afirmou que se ele fosse o primeiro-ministro que já teria demitido a ministra das Finanças porque não tem aptidão para o cargo.

O partido da oposição, Fretilin, instou a Xanana Gusmão para substituir Emília Pires pois, "ela não está interessada em trabalhar para o país e para o povo, está mais interessada nos seus trabalhos no estrangeiro."

A Fretilin acusou ainda  Pires de não comparecer ao Parlamento Nacional, para explicar o caso do antigo consultor do ministério das Finanças, Bobby Aji-Boye, que foi detido pelo FBI nos Estados Unidos, há duas semanas, por alegadamente ter roubado perto de quatro milhões de dólares ao Estado Timorense.

Segundo  uma fonte deste blogue, a ministra das Finanças há uns dias encontrava-se na Austrália.

Emília Pires está a ser investigada pela Comissão Anticorrupção, por alegadamente ter aprovado um pagamento, para o fornecimento de camas para o Hospital Nacional Guido Valadares, a uma empresa da qual o seu marido, Warren McLeod, é proprietário.
,

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.