sexta-feira, 17 de outubro de 2014

TIMOR HAU NIAN DOBEN VAI TER NOVO ADMINISTRADOR EM 2015

    .
                  

Olá senhores leitores e amigos,

Tenho recebido algumas mensagens a perguntarem-me o que se passa, quando volto a publicar as notícias no blogue. Tenho andado a pensar que desculpa vos iria dar para estas perguntas e decidi fazer o que faço há anos neste blogue, dizer a verdade.

Eu tenho três filhos, um rapaz e duas meninas com 20, 17 e nove anos respetivamente. Estes gaiatos são a minha razão de viver, a minha alegria. Para além dos meus filhos, eu trabalho com crianças autistas, são também a minha alegria, o maior desafio da minha vida. Tenho uma verdadeira paixão em estudar e compreender como eles aprendem, a minha especialidade é ajuda-los a falar e principalmente ler com um método que eu inventei e com sucesso implemento com muitas crianças.

Por anos, o meu marido pediu-me para eu fechar este blogue, ele diz que é tempo perdido e que as minhas energias deviam de ser canalizadas para onde eu sou extremamente competente e tenho sucesso. Eu nunca lhe liguei nenhuma ;) porque nunca deixei de fazer o que tinha de fazer por causa deste blogue, talvez apenas dormir, é verdade, com a carga de trabalho que tenho é normal eu dormir quatro horas por dia, às vezes menos. Mas dormir é na minha opinião um luxo, há tanto para fazer...

Chegou o dia em que eu tenho de ouvir o meu marido, chegou o dia em que eu lhe tenho de lhe dar razão.

Nós temos uma filha muitooooo linda (ora esta!), os nossos filhos são todos lindos (claro está!) mas esta menina é especial, muito. Ela nasceu sem nós a termos planeado, foi um presente de Deus, outro. Desde pequenina que ela é diferente, sabendo eu muito bem o que esperar do desenvolvimento normal numa criança, eu olho para os meninos autistas e imediatamente consigo ver certos atrasos em relação aos meninos "normais" da idade deles. Com a Ivana, que não é autista, eu vi desde muito cedo que o desenvolvimento dela não era "normal". Falava com o meu marido e ele dizia que eu estava a ver fantasmas, às vezes não posso com este homem.

Mas eu sou teimosa... Continuei a observar muito de perto a Ivana e levei-a a um psicólogo clínico de renome muito meu amigo, e ele viu o que eu vi, Ivana estava adiantadíssima em relação aos meninos da idade dela. Andou muito cedo, o vocabulário dela aos dois anos era vasto e extremamente sofisticado. Acrescia a tudo isto o facto de ela ser uma criança muito boa com uma grande empatia para os outros, fazia sempre tudo para acomodar e agradar os dois irmãos mais velhos...Não é normal isto numa criança de dois anos, estes meninos o mundo revolve à volta deles. Fui aconselhada a estimular AINDA MAIS o cérebro dela...

Aos três anos testei-a, estava mais do que pronta para eu lhe começar a ensinar a ler, aprendeu a ler competentemente em seis semanas, aos quatro íamos à biblioteca e ela conseguia ler qualquer livro para crianças, aos cinco lia competentemente livros que o meu filho lia no liceu. MEDONHO! ;)
 
Quando entrou para a escola com cinco anos ela foi testada, todos os meninos são, para depois serem distribuídos por grupos de acordo com a habilidade académica deles, não gosto disto, mas eu não gosto de muitas coisas nas escolas, logo sou suspeita. Parafraseando e adaptando uma frase de Mark Twain, eu nunca deixei as escolas interferirem com a educação dos meus filhos.

Os resultados dos testes da minha filha assustaram os professores, lia como um estudante de 12 anos, escrevia como uma de 10.5 anos e na Matemática estava perto de um aluno de 9 anos. Estava anos à frente dos colegas e a escola resolveu que ela tinha de ter um curriculum extra, continuar a estudar o que sabia e mais blá, blá, blá. Eu estava-me nas tintas para o que eles diziam, eu continuava mas era a estudar com ela em casa e eles que fizessem lá o que queriam. O meu objetivo é outro, os meus alvos académicos para esta minha filha eram e são grandes, mediocridade não estava nos meus planos.

Minha filha na escola nunca encontrou adversários, ela concorre com ela própria, mais ninguém. Como me disse uma grande amiga minha há dias, "A Ivana concorre para a nota máxima, os colegas dela jogam noutro campeonato...". O que eu e o meu marido nos rimos desta tua frase nem tu fazes ideia.

Estando ciente dos riscos que crianças dotadas academicamente correm (não é tudo bom meus senhores), eu resolvi que sim, ela iria para uma escola privada durante a primária e no liceu iria para uma escola de elite. Naaaa, não é a elite que vocês pensam, aqui o dinheiro não vale NADA. Quando eu falo de elite eu refiro-me a uma elite académica, falo de estudantes que são os melhores entre os melhores, a fina-flor da sociedade, aqueles que irão ter um futuro brilhante, brilhantíssimo!

Para que eu atinja este objetivo, eu preciso de ensinar ainda uma data de coisas à minha filha, eu preciso de "limar umas arestas", preciso de lhe ensinar a escrever sofisticadamente, pensar criticamente, preciso que ela alargue ainda mais a cultura geral dela. O exame usa uma fórmula para a admissão: resultados de dois exames nacionais efetuados no 3º ano e no 5º e o exame de admissão. Ela fez o primeiro em maio, os resultados chegaram há umas semanas e uauuuuuu! A menina bateu o recorde, bateu a escola e bateu a nível nacional, acreditem ou não, bateu também a própria escala das notas, vai de um a seis e em um exame foi para cima dos seis, e no outro chegou à extremidade dos seis. Eu fiquei muito contente com as notas, um pezinho dela já está dentro daquela escola, precisa de mais uns "empurrões" e cabe-me a mim "empurra-la". Escolas ensinam o curriculum, ela precisa mais do que isto para entrar na tal escola.O exame é em 2017 credo! Será que vou ter tempo para ensinar tudo?

Muitos amigos meus e até o estupor do pai riem-se e gozam comigo e com a minha determinação em ajuda-la a entrar neste liceu de elite académica, mas algo aconteceu há uns dias que os fez compreender o quanto certa eu estou. Eles achavam que eu queria que a minha filha entrasse neste liceu porque é "chique", na verdade eu acho mesmo que quem tem filhos inteligentes e educados  é chique, por isso já me acho súper chiquérrima. Mas vai para além do chique neste caso...Francisco, eu vou ficar de plantão na tal escada rolante, lolllll. :P

Ser inteligente, ou melhor ser extremamente inteligente numa sala de aulas de meninos "normais" não tem sido fácil para a minha filha. Ela não tem nada em comum com estas crianças, para ela eles são uns bebés e ela pouco aprende de novo na escola. No inicio ainda confiava lá no programa extra que lhe davam mas foi sol de pouca dura, cada vez que ela chegava a casa eu perguntava, o quê que aprendeste de novo hoje, a resposta era sempre a mesma e respondia zangada, " NADA, NÃO APRENDI NADA!". Parei de perguntar...

Assim como ela não gosta de estar naquela sala de aula, os outros meninos também não gostam que ela lá esteja. Eu não devia de dizer isto mas sinceramente, quem é que gosta de ter alguém na sala de aulas que SABE TUDO? Livra!!! Eu percebo um bocado de crianças e eu entendo os colegas delas. Ela é sempre a ESCOLHIDA para representar a escola, ler, dar as boas-vindas a convidados de honra, ler na igreja perante todos os pais e convidados, é ela quem abre com discursos sessões solenes da escola. Épáááá, as professoras deviam de ter mais sensibilidade para com as outras crianças também, assim não vale! Mas elas querem mas é dar boa impressão e sabem que com a minha filha, não há engasgos, ler mal e coisas PRÓPRIAS de crianças.

O triste é que a culpa não é da minha filha, ela ser inteligente não a devia fazer sofrer, mas faz ,e eu sinto-me muito culpada, afinal sou eu quem lhe ensina todos dias, sou eu quem está por trás dela. Pior, eu ensinei-lhe a ser humilde, a não pensar que era melhor do que os colegas dela e ensinei-lhe a ajudar os que sabiam menos na sala dela, ela assim o faz. Até lhe ensinei a deixa-los copiar sem a professora ver...Ela tem lá um menino com problemas de aprendizagem e ele senta-se perto dela, eu ensinei a ela como pôr estrategicamente a folha dos testes, para que o menino pudesse olhar se precisasse, eu sei, não devia de fazer isto, mas pronto, há que ajudar o próximo não é verdade?

 Mesmo assim, a minha menina é alvo de muita inveja e há dias foi alvo de tanta maldade por parte de quatro colegas que eu REBENTEI. Eu admiti certas coisas durante estes anos, mas maldade contra crianças não admito e quando alguém é malvado para os meus filhos, eu perco a pose!!! Perdi! Sinto-me culpada de lhe ter ensinado a ser tão boa e humilde, eu devia de lhe ter ensinado a ser arrogante e a olhar para certas pessoas de uma forma superior, mas não sei como fazer estas coisas...

Quando os pais dos alunos se acham no direito de magoar a minha filha, por pura inveja, como eu descobri que têm feito é quando me começo a preocupar, é quando eu tenho de atuar, é quando eu começo a duvidar daquilo que eu ensinei aos meus filhos. Neste mundo só idiotas é que são humildes e bons seres humanos, quem vence são os arrogantes e os FDP dos oportunistas, mesmo que não tenham nenhum valor intelectual, Timor-Leste é a prova do que eu digo. É com cada burro em lugar de destaque que até mete medo, mas Timor é para mim agora um sonho que não se vai realizar nunca, vou atrás de outros. Tenho tantos...

Eu tomei a decisão de me afastar definitivamente do blogue Timor Hau Nian Doben, a maldade de que a minha filha foi alvo foi um fator determinante para eu me decidir dedicar a ela e aos estudos dela em todos os momentos que eu tiver livre, para que ela seja admitida neste liceu de elite académica. A minha filha precisa de entrar num liceu que a ensine de verdade, ela precisa de ter colegas com a mesma capacidade intelectual que ela e mais importante, ela precisa de aprender que ela não é a melhor em tudo, que existem alunos tão bons ou melhores do que ela. Até hoje ela nunca encontrou ninguém que lhe fizesse frente academicamente, infelizmente. A minha filha precisa de mim, o meu maior trabalho neste mundo é  ser mãe, por isso hoje me despeço como administradora do Timor Hau Nian Doben.
 .
Vamos lá entrar Miss Ivana.
.
O blogue vai fechar? Não! Existem planos para  reabrir o blogue em janeiro de 2015. O futuro do blogue está em discussão entre os membros e colaboradores, muito provavelmente terá um novo administrador . Ele tem colaborado com este blogue desde o inicio, 2010, será a pessoa mais indicada para ficar à frente do Timor Hau Nian Doben, eu passo a ser apenas uma colaboradora esporádica. Tenho a certeza que ele manterá este blogue melhor do que eu, fala quatro línguas, Inglês, Português, Tétum, Indonésio e fala fluentemente duas línguas maternas, o nome dele será revelado em janeiro de 2015, tendo eu quase a certeza que muitos de vocês já adivinharam quem ele é. Deixem-me vos dizer, é um homem extraordinário, honesto um ser humano fora de serie, eu conheci-o cara a cara o ano passado depois de quatro anos no Facebook e se eu pensava o melhor dele sem o conhecer frente a frente, quando o conheci tudo de bom que pensava dele, TRIPLICOU! Tem um grande defeito, não diz asneiras , é um verdadeiro cavalheiro.
.
Então da minha parte é adeus queridos leitores, se o novo administrador quiser continuar antes é com ele, eu vou-me raspar agora.

Muito obrigada por nos terem visitado este ano e esperamos que regressem em 2015 e deem tanta força ao novo administrador como me deram a mim ao longo destes anos.

VIVA TIMOR-LESTE! VIVAAAA O POVO MAUBERE!!! FELICIDADES, POVO DOBEN!!!

Zizi Pedruco

PS: Este recado é para os meus amigos do coração, eu tenho sido um bocadinho ríspida e não tenho tido muita paciência para falar apropriadamente ;) com eles. Eu tomei a decisão de NÃO deixar a vossa sobrinha voltar para a atual a escola, não vou dar mais pérolas a porcos! O meu grande amigo psicólogo clínico acabou de me telefonar e aconselhou-me a tira-la, na terça-feira vai comigo para a reunião com um diretor de uma escola muito boa onde andam os filhos dele. Tenho poucos amigos, mas os que tenho NUNCA me abandonam na hora que eu mais preciso. Neste rol estão vocês também. "SCIENTIA AC LABORE" cada vez mais perto, vá deixem-se de gozos. Obrigada pela vossa paciência e amizade, até 2017, até lá, BAZEM! 
.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.