sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Alguns veteranos estão a organizar manifestações contra o tribunal

.

Timor Hau Nian Doben - 14 de novembro de 2014

Neste momento alguns veteranos - principalmente aqueles que "zaragateiam" pelos vários projetos do governo, desceram às bases para as bases organizarem massas (pessoas) para fazerem manifestações.

A organização das bases é o resultado dos encontros à porta fechada que se realizaram várias vezes em Díli, no ministério das Finanças, no Museu da Resistência e no ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperarão (MNEC).

De acordo com informações recolhidas, nestas reuniões os veteranos receberam informações da ministra das Finanças, Sra. Emília Pires, do ministro dos Recursos Naturais e ainda do diretor do diretor da Autoridade Nacional de Petróleo, Sr. Gualdino. Na última reunião no MNEC foi o próprio Xanana Gusmão quem falou.
.
A informação recebida pelos veteranos tem o objetivo de agitar, para estes considerarem inimigos aqueles que trabalham nos tribunais e decidiram para que o Estado de Timor-Leste perdesse no caso do julgamento contra as companhias de petróleo, e que são inimigos que inventam muitas coisas e acusam a liderança timorense de corrupção.

De acordo com observações, neste momento alguns veteranos já estão em Baucau, Lospalos, Viqueque, Ainaro e Aileu para agitarem os jovens e a população para estes irem fazer uma manifestação contra o tribunal.

De acordo com um estudante universitário da Universidade Nacional de Timor-Leste com as iniciais OP, ele lamenta este movimento dos veteranos." Os nossos maun boot (irmão mais velho ou em posição elevada na sociedade) estão a tentar mentir com manobras políticas e estão a sacrificar-se a si próprios por causa dos corruptos", disse OP.

Este estudante também informou que estas pessoas que realizaram as reuniões têm conflitos de interesse. O problema que o Estado de Timor-Leste enfrenta no tribunal e agora ainda vai perder em Singapura, isto é um falhanço da ministra Emília Pires que contratou o assessor Bobby Boye que foi já capturado nos Estados Unidos da América. É também um falhanço do advogado americano contratado e que não sabe defender como deve de ser o caso, e ainda (o falhanço)  do Sr. Gualdino que não trabalha como deve de ser na cobrança das taxas às companhias.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.