terça-feira, 11 de novembro de 2014

PR e presidente do parlamento de Timor-Leste reuniram para gerir problema das expulsões

.

Díli, 11 nov (Lusa) - O Presidente de Timor-Leste, Taur Matan Ruak, recebeu hoje o presidente do parlamento, Vicente Guterres, para gerir os problemas provocados pelas resoluções aprovadas sobre a Justiça no país, que culminou com a expulsão de magistrados portugueses.

"Estivemos reunidos para gerir, não só internamente, mas também com Portugal e Cabo Verde", os problemas que resultaram da aprovação das resoluções, afirmou Vicente Guterres no final do encontro de mais de duas horas com o Presidente timorense.

"É possível que aproveitemos este momento inesperado para encontrar cooperação mais saudável, realista e pragmática", acrescentou.

O Governo de Timor-Leste ordenou no dia 03 de novembro a expulsão, no prazo de 48 horas, de oito funcionários judiciais, sete portugueses e um cabo-verdiano.

No dia 24 de outubro, o parlamento timorense tinha aprovado uma resolução a determinar uma auditoria ao sistema judicial do país e a suspender os contratos com funcionários judiciais internacionais "invocando motivos de força maior e a necessidade de proteger de forma intransigente o interesse nacional".

MSE // ARA
Lusa/Fim
.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.