sábado, 24 de janeiro de 2015

Fretilin no novo governo de Xanana? Alkatiri disse que não

.

Timor Hau Nian Doben - 24 de janeiro de 2015

O Timor Hau Nian Doben recebeu informações de que membros seniores da Fretilin, o único partido da oposição no Parlamento Nacional de Timor-Leste, iriam fazer parte do novo executivo do primeiro-ministro Xanana Gusmão, "pelo menos dois", e que a remodelação será anunciada nas primeiras semanas de fevereiro.

O nome de Inácio Moreira, deputado da Fretilin,  foi avançado no Facebook como um possível sucessor do ministro dos Transportes e Comunicações, Pedro Lay, que se especula que se resignou.

O secretário-geral da Fretilin, Mari Alkatiri, garantiu em declarações à comunicação social timorense que nenhum quadro da Fretilin integrará no executivo de Gusmão após a remodelação, garantindo que a oposição nunca quer fazer parte do governo.

"A oposição nunca quer fazer parte do governo, mesmo que as pessoas pensem muita coisa diferente, nós não vamos fazer parte do governo", afirmou Mari Alkatiri.

Outra fonte próxima a um dirigente do partido da oposição disse que a Fretilin não faz parte desta remodelação governamental de Gusmão.

"Alkatiri e o Lu-OLo disseram já que é tarde para a Fretilin entrar no governo. Se a coligação continua, lá vai ser mais uma salada frutas e não vai funcionar. Vamos ver como será a salada," disse.

Todavia, após novo contacto com quem nos alertou primeiramente da integração de membros da Fretilin nas fileiras do novo executivo de Gusmão recebemos como resposta, "a minha fonte é incrivelmente segura, acerta sempre, nunca erra".

"Se a Fretilin entra ou não neste governo vai ser a mesma coisa, eles como oposição também não fazem nada para beneficiar o povo, pelo contrário, eles só abanaram a cabeça a concordar. Só em 2017, depois de novas eleições é que Timor pode andar para a frente, vamos esperar que o Maun Taur se candidate para primeiro-ministro e o Maun Lere para Presidente da República. Não podemos mais confiar nesta Fretilin do Maun Alkatiri nem no CNRT, já fizeram sofrer muito o povo. Timor só vai andar para a frente quando se livrar dos oportunistas e à frente da nação estiverem só pessoas nacionalistas que sofreram juntos com o povo como o Maun Taur e o Maun Lere", afirmou há momentos um veterano timorense ao Timor Hau Nian Doben.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.