sábado, 17 de janeiro de 2015

"XANANA GUSMÃO QUER MATAR-ME" - MAUK MORUK

.

Timor Hau Nian Doben- 17 de janeiro de 2015

O Timor Hau Nian Doben entrevistou há minutos  via telefone  o antigo comandante das FALINTIL, Paulino Gama, também conhecido com o nome de guerra Mauk Moruk e ele confirmou os rumores que circulam, de que o querem matar.
.
"Xanana Gusmão quer-me matar. Querem-me matar, decidiram eliminar-me porque estão com medo, porque eu estou a desmascarar estes cancerosos que fazem desaparecer milhões e milhões de dólares dos cofres do Estado", disse nervoso.

Mauk Moruk declarou que se encontra na sua terra natal, Laga, que está cercado pelas "forças lacaias de Xanana Gusmão" e que tem o povo a dar-lhe suporte.

Este blogue perguntou se eles estavam armados e o antigo comandante das FALINTIL deu uma valente gargalhada e disse, " Minha irmã querida, nós não temos armas nenhumas, nem nada, os polícias destruíram e roubaram tudo dentro da minha casa, eu trouxe apenas as roupas que tenho no corpo, nada mais. Eu estou desarmado, mas estou com a fé em Deus embora esteja encurralado pelas forças do tirano Xanana Gusmão que estão armados com artilharia pesada".

Ao contrário dos rumores que circulam de que Mauk Moruk fugiu para a montanha ele disse categoricamente que "não estou escondido de ninguém" e explicou que Xanana Gusmão, Taur Matan Ruak e Lere Anan Timor estiveram ontem em Laga com a polícia a apreciar a situação, mas que ele não tem muita confiança neles, "talvez" apenas em Lere Anan Timor.

"Eles querem-me assassinado imediatamente, mas em breve Deus irá castigar Xanana Gusmão", desabafou triste.

No dia 5 de março do ano passado, o Jornal Independente noticiou que Xanana tinha intenções de matar a tiro Mauk Moruk e Aitahan Matak.

Mauk Moruk terminou a conversa telefónica  pedindo para que a minha família e eu rezássemos para que a Nossa Senhora os proteja.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.