domingo, 15 de março de 2015

MUITO OBRIGADA, MEUS AMORES LINDOS! HAU HADOMI IMI! ;)

,
Ahhh doutora! Chorei mesmo!
Zizi Linda

Eu sempre disse que tinha os melhores amigos do mundo, e o melhor irmão do mundo, tenho mesmo! Não acreditam? Então tomem lá! :P
.
Há dias acordei com uma BRILHANTE ideia e comuniquei ao meu marido enquanto bebíamos café, que ia apadrinhar (ou amadrinhar ;) mais uma criança, meu marido disse:"Zizi, tu e o teu amigo (ahhh, malae doben, meto-te em cada sarilho) têm já afilhados em Timor-Leste, mas fala com a World Vision e vê se já têm crianças timorenses, este tem a mania que me dá ordens...Sou tipo a secretária dele...

Eu quando lhe disse que ia patrocinar outra criança, a bem da verdade, não estava a pensar em meninos timorenses, eu uso a World Vision para patrocinar crianças, já o faço desde 2005, e sabia que embora trabalhem em Timor-Leste, não têm crianças timorenses para apadrinhar. Mesmo assim (sou chatinha) telefonei e perguntei e a resposta foi, "O país ainda não está politicamente estável e não oferece segurança para termos crianças para serem apadrinhadas, nunca se sabe quando é que um conflito pode surgir...", fiquei com montes de vergonha, triste e revoltada, mas não desisti...

Lembrei-me de uma organização que é semelhante à World Vision e que ganhou um prémio em 2014 e lá fui eu espreitar a página deles e ZÁS, lá estavam os meus irmãozinhos para serem apadrinhados. E agora, pensei eu arrasquinha, como é que eu vou escolher, são tantos! Então usei a fórmula que uso quando apadrinho outras crianças, idade dos meus filhos! Os meus dois filhos mais velhos já não dão para entrarem na fórmula, têm 21 e 17 anos, então sobra-me a Ivana que tem nove. Escolhi assim uma menina de oito anos (não encontrei com nove) e pronto! Fiquei toda inchada de felicidade, coisas!

Mas...Eu só apadrinhei uma e estavam lá ainda tantos e a coisa começou-me a dar falta de ar. Cinco crianças era o que eu queria. E não é que acordei, outra vez, com outra ideia BRILHANTE! Eu sou o máximo, cá para nós - gaba-te cesto...Eu sei de pessoas que se devem estar a rir a valer ao lerem isto.

Ahhh, a ideia BRILHANTE foi contactar os meus amigos ricaços, entre eles o meu irmão adorado e dar-lhes a BRILHANTE ideia de apadrinharem um menino ou menina timorense, eu dei preferência a  meninas porque são mais vulneráveis! Vá...A minha ideia foi BRILHANTE, têm de concordar comigo.

Iniciei assim a operação de charme Zizilinda, a primeira vitima foi o meu maior amigo, ao telefonar-lhe disse quando ele atendeu, olá doben (amor), como é que tu estás, hoje acordei com saudades tuas. Claro que o homem desconfiou que eu queria alguma coisa. Este meu amigo malae patrocina montes de causas minhas, um HOMEM bom, nobre com um coração grande e  com um saldo espetacular no cartão de crédito (ele vai-se zangar comigo, paciência:P!), já o conheço há décadas. Cada vez que eu lhe peço patrocínio começo sempre com o doben, ele sabe também que se lhe chamo malae a seguir vem palavrão. História antiga... Tal como eu esperava, ele aceitou apadrinhar uma criança timorense, uma menina, como eu lhe pedi. Ahhhh malae doben, ó ema diak tebes, laran OSAN MEAN! Fala Tétum também, um homem extraordinário! Não vou pedir nada...Acalma-te! 
 .
A seguir fui ao meu irmão que mora no Brasil. Perguntei-lhe se precisava de doar dinheiro para abater o imposto e que eu tinha uma BRILHANTE ideia, ele podia apadrinhar uma criança timorense. Resposta: "Zizi, eu já dou muito neste país, muito mesmo, para os sem-abrigo e para os Natais e Páscoas".  Porra pá, pensei eu, entrei mal nesta conversa. Tive de mudar de tática rapidamente, e lá lhe disse, pensa bem, são nossos irmãos, tão pequeninos, podíamos ser nós...Amoleceu...Este é outro que tem um coração de ouro. Sentou-se no computador e lá apadrinhou uma menina de dois anos, e quando vi a foto percebi porque foi a escolha, a menina tinha o cabelo clarinho, tal qual o dele quando era pequenino, confirmou o que eu pensava."Tem o nome de um dos Três Pastorinhos de Fátima", disse. Este não vai à igreja mas é devoto...

"Mas tu pensas que eu não tenho mais nada que fazer do que andar a dar dinheiro para depois aqueles nojentos dos governantes timorenses roubarem às crianças, se eles não roubassem tanto, as crianças não estavam como estão."- disse um darling meu amigo também. Com este foi trabalho duro, foi um osso duro de roer, mas é uma pessoa MUITO BOA, CORAÇÃO GRANDE, mas tive de lhe convencer que estas organizações são honestas (são mesmo) e trabalham em prol das crianças e não tinham nada a ver com os criminosos dos governantes timorenses. Outro darling com o coração de ouro, apadrinhou um menino. Já vão quatro.

Ahhhh, agora é a vez da minha melhor amiga , a ela não foi preciso pedir-lhe, ao mostrar-lhe a foto da menina que eu apadrinhei ela teve uma BRILHANTE ideia e perguntou-me, "Achas que eu daqui podia fazer mesmo? Estou mesmo com vontade de fazer isso. Explica-me o processo". O meu coração derreteu, esta é minha amiga há 31 anos, a quem eu contei tantas coisas sobre Timor nos tempos da nossa juventude, ela sabia o quanto eu sofria com o que se passava na minha terra, contava-lhe histórias e até hoje ela ainda se lembra. Havia uma coisa que eu fazia quando era adolescente que só ela e um outro amigo meu perceberam, mas nunca me disseram nada naquela altura. Quando eu via alguma coisa em Portugal que me fazia lembrar Timor eu ficava em silêncio (não é normal em mim), e segundo a minha amiga, "tu viravas o teu olhar para longe, um lugar que eu não conseguia chegar", era verdade...Ninguém conseguia entrar no meu coração e perceber a dor que eu sentia, por isso me calava...Mas ó doutora linda, agora entras agora em estilo. A senhora doutora apadrinhou um menino timorense, de quatro anos, E VÃO CINCO!

Meu marido depois de ver tanta concorrência a ele, prometeu-me que depois de fazermos os impostos, que ele apadrinhava mais duas crianças timorenses! Ele gosta de ser a estrela da minha vida, o que ele não faz por um sorriso meu, gaba-te cesto...Ainda disse, "Ó Zizi mas tu vê lá o que andas a pedir aos teus amigos, apadrinhar crianças é muito dinheiro, não é só um ano, é até eles terem 18 anos e acabarem os estudos. É um compromisso grande. Eles todos escolheram crianças bem pequeninas." Bem, eu não pedi a pessoas pobres :P e tenho a certeza que este dinheiro não lhes faz falta nenhuma. Como disse a doutora, "Gastamos dinheiro em tantas futilidades. É muito acessível de facto". Ahhhh, ganda doutora linda! Já agora...Não é até os 18, pode ser até os 24, embora a maioria seja até aos 18.
  
Mais quatro amigos meus  se vão juntar a nós,  não foi preciso  lançar a operação de charme para cima deles, a única condição que me impuseram dois deles foi a de ser eu a escolher as crianças, eles não têm coragem, como eu os compreendo, mas mais vale mais quatro, que nenhuma! 
.
Depois de educarmos os nossos filhos, outro maior legado que podemos deixar neste mundo é educar outras crianças, o saber que a vida de uma criança melhorou  por nossa causa, é uma sensação indescritível, no caso de Timor-Leste, eu atrevo-me mesmo a dizer salvar vidas, um de vocês sabe muito bem do que estou a falar. A miséria e a pobreza em que muitos dos meus irmãos pequeninos vivem é algo que nenhum de nós irá saber, é cruel, desumano e é provocada pelos governantes timorenses, não tenham dúvidas disso, não fosse assim, estes meninos não precisariam de nós, se não lhes ROUBASSEM o que é deles, o que eles têm direito!

Pronto...Daqui a bocado sai insulto e não quero andar na baixaria hoje. Os meus amigos não merecem.

Eu não tenho palavras para vos agradecer, não tenho mesmo. Ao longo dos anos eu vi em primeira mão o que apadrinhar crianças faz, muda a vida delas, dá-lhes um futuro que de outra forma não teriam, faz-nos sentir GENTE de verdade quando recebemos os progressos. O que estamos a fazer é uma gota no oceano mas hoje estou feliz. Eu sei que todos os meus amigos e irmão o fizeram porque são seres humanos extraordinários, de uma nobreza impar, mas sei também que o fizeram por mim, e é aqui que as lágrimas caem no meu rosto.

Comove-me profundamente o que vocês fizeram, acalmam o meu coração, fazem-me acreditar que tenho os melhores amigos do mundo, que sou uma grande sortuda e que não sou louca, quando me revolto contra as injustiças cometidas contra os meus irmãozinhos. Nestas crianças eu vejo os meus filhos, podiam ser eles, podia ser eu, podia ser o meu marido, podia ser o meu irmão. É bom saber que vocês existem, que estão juntos comigo neste sofrimento. Vocês são todos malaes (tirando o meu irmão) mas são mais timorenses do que muitos timorenses, que se atrevem a roubar e fazer estas crianças sofrerem de uma forma criminosa. Vocês querem melhor ao meu povo do que muitos timorenses, que embora vejam tanto sofrimento ao seu redor, assobiam para o lado, fingem que não veem, uns BANDIDOS TAMBÉM...

O meu marido adorado acabou de me dizer que ele também quer apadrinhar agora mais uma criança. Mas...MALDITO MAS! Tem de ser uma menina pequenina, menos de cinco anos, tem de ser de Maliana e que fale Bunak, não é difícil eu perceber as razões, o problema é que NÃO ENCONTREI NENHUMA CRIANÇA COM ESTE PERFIL, se vocês virem digam-me!Não posso com este benfiquista! É só para me atrofiar a cabeça, mas...Maliana é a terra da mãe adorada dele, mas acho que está a exagerar nas esquisitices, criança é criança, ora esta! Um dia contacto os meus advogados e ele vai ver o que é bom para a tosse. ;)
.
Meus amores, vocês são a dignidade a nobreza e a humanidade no seu melhor! Sou uma priviligiada de vos chamar amigos. I LOVE YOU! Não malae doben... Não é outra operação de charme...Pena não poder pôr as fotos dos meninos aqui, mas pronto, que são lindos, são!
.
"A amizade perfeita só existe entre os bons" - Aristóteles. Vocês, meus amores, são os bons e a nossa amizade é perfeita, mesmo com todas as imperfeições. MUITO, MUITO, MUITO OBRIGADA!

VIVA O POVO MAUBERE! Eu consigo ouvir cada um de vocês a dizer, VIVA!

VIVA VOCÊS TAMBÉM! VIVA MESMO!
 .
Bjs para todos do tamanho do céu, não, maior do que o céu!
.
Hau hadomi tebes imi! :)

PS: Tive outra BRILHANTE ideia! Senhores leitores adorados, juntem-se a nós, e apadrinhem uma criança timorense, os meninos timorenses merecem a nossa ajuda. Vá lá..."Quem dá aos pobres empresta a Deus".
.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.