segunda-feira, 27 de abril de 2015

Dom Basílio do Nascimento: COC tem de prender depressa Mauk Moruk

.

Jornal Nacional Diário - 27 de abril de 2015 - Tradução de Timor Hau Nian Doben

O bispo da Diocese de Baucau, Dom Basílio do Nascimento, instou ao Comando Operacional Conjunto (COC) para prenderem depressa Mauk Moruk e o seu grupo, porque neste momento o povo do município de Baucau já sofreu muito.

Dom Basílio afirmou, que o que o povo do município de Baucau lamento é o facto de eles não se poderem mexer, por causa desta operação.

"Eles têm de arranjar uma maneira de os prender depressa, para o povo poder circular à vontade. Esta situação faz com que o povo não consiga fazer as suas tarefas para viver", disse Dom Basílio do Nascimento, no Palácio do Governo, na passada sexta-feira, após um encontro com o primeiro-ministro Rui Araújo.

Dom Basílio disse que, esta situação assim, eles têm de controlar mesmo, mas esta operação foi efetuada há já um mês e o povo sente que já é demais, quando é que os capturam mesmo?

Dom Basílio afirmou que ele também lamenta muito as ações do Comando da Operação Conjunta, porque eles (COC) estragaram as coisas do povo, e bateram na população que não sabe de nada.

"As coisas do povo, como portas, janelas, panelas, pratos e mais outras coisas o COC pontapeou até ficarem em pedaços, quando eles passaram revista às casas. Dom Basílio esclareceu que o povo do Município de Baucau, neste momento não se pode mexer para ir trabalhar, porque às cinco horas eles têm de estar já dentro de casa.

Dom Basílio disse que estava muito triste com esta situação, porque muitas vezes o povo pequeno (inocente) faz-lhe queixas relativamente aos atos da COC.

"Os catequistas apresentaram queixa a mim e um membro da Diocese e também para a Comissão da Justiça e Paz, para investigarem. E eu disse a eles que, quando as coisas acontecem desta maneira, tem de se andar para a frente, através dos canais que existem, para que estes acontecimentos cheguem ao topo", disse Dom Basílio.tap
.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.