segunda-feira, 4 de maio de 2015

PARABÉNS, MALAE DOBEN! "CARPE DIEM"

.
;)
CARPE DIEM - Horácio 

Carpe diem quam minimum credula postero. 
Tu ne quaesieris, scire nefas, quem mihi, quem tibi finem di dederint.
 Leuconoe, nec Babylonios 
temptaris numeros. 
Ut melius, quidquid erit, pati. 
 Seu pluris hiemes seu tribuit Iuppiter ultimam, quae nunc oppositis debilitat 
pumicibus mare. 
Tyrrhenum: sapias, vina liques et spatio brevi spem longam reseces. 
Dum loquimur, fugerit invida. 
Aetas: carpe diem quam minimum credula postero.



PARABÉNS BONITÃO!PARABÉNS!

Hoje faz anos um homem extraordinário, meu amigo do coração há muitas décadas, o meu marido chama-lhe o "teu namorado dos livros", eu fico bem irritada com a alcunha que ele lhe pôs mas até que tem a sua razão de ser. 

Dr. Frederico não fique zangado comigo, mas eu hoje senti esta imensa vontade de lhe dizer coisas bonitas, de lhe agradecer tudo o que tem feito por mim e mais do que tudo, lhe dizer o quanto me sinto privilegiada de lhe chamar AMIGO! 

Parece que foi ontem que o conheci, não gostei nada de si, tinha para mim que era um SNOB do caraças, essa sua insistência de me tratar por você rebentava comigo, temos a mesma idade, para quê tanta cerimónia, livra!

Educadamente você disse, "Eu trato todas as senhoras por você, só as...;) se trata por tu", credo! Foi pior a emenda do que o soneto, pensei eu. Mas sendo você uma pessoa inteligente, a mais inteligente que eu conheço, o doutor fascinava-me e era e é bonitinho também, e eu decidi dar-lhe o beneficio da dúvida, e foi quando me apercebi a riqueza humana que irradiava de si. O doutor é um dos seres humanos mais bonitos que eu conheço, sem ofensa a nenhum amigo meu. Já estou a ver um anormal a questionar esta minha afirmação! Tu não me chateies Francisco!Baza! Desculpe o à parte Frederico, mas já sabe o que a casa gasta...

Temos muitas coisas em comum e uma delas é o amor pela leitura, NÃO existe ninguém que conheça os meus gostos literários tão bem como você, ao longo destes anos provou mesmo isso. 

Você sabia que quando eu deixei Portugal eu deixei para trás todas as minhas preciosidades, os meus livros, e alguns que eram seus também, que me emprestou e eu nunca lhe devolvi.Oppssss!

"Rosarinho, eu vou à casa dos seus pais, meto todos os seus livros e o que mais quiser num contentor e mando-lhe TUDO", eu não aceitei a sua nobre proposta, cá para nós ainda pensei...Mas, prevaleceu o bom senso...

"Então se não quer que eu lhe mande os seus livros, vai deixar-me construir consigo uma nova biblioteca de livros em Português, eu mando-lhe os livros daqui, eu sei o que você gosta de ler". Não valia a pena argumentar consigo, outra característica que temos em comum é a TEIMOSIA!LIVRA!

Quando saí de Portugal o meu maior medo foi que com o tempo o meu Português fosse afetado, porque eu sou daquelas pessoas que acredito que só lendo bons livros se pode falar e escrever ;) como deve de ser. Dar toques não vale...

O doutor ao longo destes anos não só repôs a maioria dos livros que eu deixei em Portugal, Frederico deu-me MUITO MAIS do que eu tinha, vergonhoso eu sei, mas maravilhoso mesmo assim. A si devo a preservação da Língua Portuguesa em mim.;) Ohhhh...Camões agradece-lhe.;)
.
Reverbações- Vasco Graça Moura
Sempre achei que a vida
das palavras tinha
a incerta medida
de eu viver a minha
,
Bom gosto, doutor! YES!
.


Uma vez estava a falar com o meu irmão Artur através do FaceTime e chegaram duas grandes caixas CTT e eu toda contente ia mostrando os livros que você me mandou ao meu irmão e ele: "Ó Zizi tu não podes pedir tantos livros ao Frederico, eu quando for a Lisboa compro-te alguns", pois é...O problema não é comprar Artur, o problema é ACERTAR no livro que eu gosto de ler e isso só o Dr. Frederico sabe. Muitos anos nisto não é doutor? Já agora, você está a ficar velho, eu não! 
A maior surpresa que me chegou e me fez deitar umas lágrimas foi um livro que eu li há tantos, tantos anos e é sem dúvida um dos meus livros favoritos, "Meu Pé de Laranja Lima", e também "A Poesia Reunida" de Vasco Graça Moura.Sózinha pensei, mas como é que ele se lembrou que eu gosto tanto dos poemas de Vasco Graça Moura? Depois lembrei-me do Tamariz e percebi...:) Chorei outra vez com o "Meu Pé de Laranja Lima", passo a vida nestas revoltas...Depois não quer que eu diga asneiras, ora esta! ;)

Não são só os livros que me ligam a si...Muito mais do que isso, consigo passei os meus melhores anos da minha juventude, em si tive sempre o amigo, conselheiro e uma pessoa que embora da mesma idade do que eu me ensinou um porradão de coisas (o porradão foi para lhe enervar, que eu sei que não gosta que eu diga asneiras) mas pronto...:P Dispensar a Sucessões não foi fácil, com aquelas contas todas, mas a sua paciência foi a minha salvação, estou-me a rir às gargalhadas. Sabe, não foi por acaso que você chegou onde chegou, eu disse-lhe pouco depois de lhe conhecer, quando for famoso não se esqueça de mim, você riu-se envergonhado, e não me esqueceu mesmo...

Você diz sempre que tem admiração por mim, que sou uma mulher inteligente e corajosa, que nunca  me imaginou como mãe. Hahahahahahahaha. Meu pai dizia-me sempre, "Diz-me com quem andas e eu dir-te-ei quem és". Ahhh doutor lindo, não sou nada do que você diz, elogios de amigos são suspeitos. Mas você influenciou muito quem eu sou hoje, você é o protótipo do sucesso na sua profissão e de excelência em todos os sentidos como pessoa humana. Tantos anos "colada" a si algo de bom seu tinha de me contagiar.

"A juventude é cheia de ignorância, de sonhos, de loucuras e qualquer suspiro ou brisa a perturba. É cheia de paixões perigosas e de ilusões arrogantes"- Sophia de Mello Breyner, in "O Colar". ;)

Muitos parabéns meu querido, felicidades, muitas! Não mude nunca e que esta amizade se prolongue para sempre! Obrigada por tudo, malae doben!

Agora vou para o Facebook e vou-lhe mandar uma mensagem para o telemóvel e fico à sua espera para ralhar comigo...Mas vá ralhar no Facebook novo, a Zizi é só para decoração, lollll.Ia pôr uma hiperligação para a página, mas pensando melhor, é melhor não.:P 

Já estou a ver o filme...Rosarinho tinha de escrever no blogue, ainda agora falou comigo ao telefone e mais blá, blá, blá. Você às vezes é um CHATO! ;) 

ATÉ JÁ!  

Rosarinho
,

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.