quinta-feira, 11 de junho de 2015

Mauk Moruk:L7 está a organizar uma manifestação contra o governo com 7.000 homens

.

Timor Hau Nian Doben - 11 de junho de 2015

O Timor Hau Nian Doben acabou de falar com o antigo comandante das Falintil e Presidente do Conselho de Revolução Maubere (CRM), Mauk Moruk, e este afirmou que o seu irmão L7 está a organizar uma manifestação de seis dias contra o governo, em Díli, conta com  cerca de 7.000 homens, a demonstração começa no dia 22 deste mês.

"O meu irmão está a organizar esta manifestação em resposta à carta que eu mandei ao Taur Matan Ruak. Vão reivindicar o mesmo que eu exigi. É uma manifestação pacifica e nós temos pessoas na polícia e no exército e eles vão assegurar que tudo vai correr bem", disse.

"Mas eu avisei o meu irmão. Se houver algum incidente provocado pela polícia ou pela Força de Defesa de Timor Leste (FFDTL), o meu irmão tem de exigir responsabilidades, o direito do cidadão se manifestar pacificamente é uma garantia constitucional e a liberdade do povo não pode ser coagida. Nós vergamo-nos a Deus mas não nos vamos vergar a nenhum patife de carne e osso minha irmã", explicou.

Mauk Moruk explicou que esta manifestação tem como objetivo mudar mentalidades " arcaicas corruptas" que "andam a brincar com o destino do povo timorense".

"Uma coisa é certa, temos de mudar a mentalidade dos governantes. Vamos exigir justiça para o povo, pararem com a corrupção e acabarem com estas doenças malignas que propagam na sociedade timorense. Eles não podem continuar a brincar com o destino do povo", explicou.

Zizi Pedruco - Quantas pessoas esperam ter nesta manifestação?

Mauk Moruk - Dez pessoas por cada suco, são 644 sucos, faz lá as contas. Isto que te estou a dizer é apenas o mínimo com que contamos, mas podem ser mais, pelo menos 7.000 pessoas temos. Sabes, o povo está farto deles. Isto não pode continuar assim, tem que haver uma mudança, o Povo Maubere não pode continuar a sofrer tanto, já sofreu tanto. Olha, o Taur já sabe da manifestação porque quando o meu irmão foi entregar a autorização ao Júlio Hornai, o Taur estava lá numa reunião com ele. Parece que ficou surpreendido e não soube responder como deve de ser aos jornalistas que lá estavam.

Zizi Pedruco - E então como é que andam as buscas contra o senhor comandante?

Mauk Moruk deu umas valentes gargalhadas e contou umas histórias muito engraçadas sobre um GPS e um telefone que lhe identificaram e sabiam exatamente onde é que ele se encontrava, mas infelizmente não tenho permissão para aqui as relatar, mas que são engraçadas as histórias, são.

Zizi Pedruco - O senhor também é terrível, o Y, Z e o H (omito aqui propositadamente nomes) não me parece que estejam contra si, mas eles também não podem entrar nos seus planos, imagine só o que podia acontecer?

Mauk Moruk - Ó minha irmã, agora é que acertaste tudo. Mas eu faço a minha parte e a minha parte é lembrar-lhes para lutar por este povo, eles dizem tudo muito certinho nas declarações e eu não posso com isto. Mas eu até lhes compreendo, o Xanana anda a espiar todos. Eu disse a um deles:tu não me vais trair e vais levar o problema deste povo a sério. Tu (Zizi Pedruco) vais contar ao mundo que estas forças de segurança que eles mandaram para me capturar continuam a maltratar muito o povo, este povo está a sofrer por causa desta operação da polícia, eles entram em casa do povo que não tem culpa nenhuma e maltratam-lhes, batem e estragam-lhes os pertences.

A autorização para que a manifestação seja realizada já foi assinada pelo comandante da polícia Júlio Hornai.

Segundo uma fonte deste blogue a manifestação tem o nome de "People Power" e é encabeçada por L7 e vai-se realizar durante seis dias, à noite irão pernoitar em frente do Parlamento Nacional.

A mesma fonte que é ligada a L7 disse que vai ser mesmo uma manifestação pacifica porque "L7 nunca iria permitir uma ação violenta. Maun L7 nunca irá permitir que coisas estúpidas como a violência aconteçam".

Para além de L7, entre os organizadores desta manifestação encontram-se: veteranos, a Organização Sagrada Família e ainda elementos da Caixa Clandestina.

"Vamos lutar contra a injustiça na nossa amada terra, contra os ditadores e contra aqueles que continuam a espezinhar o Povo Maubere. Os governantes é que estão a criar a instabilidade na nossa terra, não é o Maun Mauk Moruk ou o Maun L7. O povo pobre está do nosso lado. Juntos vamos lutar como antigamente e realizar o sonho de todos nós, sem violência. Os ditadores estão sozinhos, o povo está do nosso lado", disse um veterano há momentos ao Timor Hau Nian Doben

O Timor Hau Nian Doben irá fazer a cobertura desta manifestação com membros deste blogue no local, foi-nos pedido para ficarmos em "estado de alerta" para no caso da polícia usar a violência contra os manifestantes.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.