quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Que grande e boa surpresa, Sr. arquiteto!;) Sacana! Estupor!:)

.

"Ser feliz é encontrar força no perdão, esperanças nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros. É agradecer a Deus a cada minuto pelo milagre da vida" - Fernando Pessoa.

Oláááááá Sr. arquiteto, mas que surpresa tão grande e boa, não me atreveria a pedir tanto a Deus. Não mereço, nem tu! ;)  

Esta frase de Fernando Pessoa é dedicada a ti, só para ti. E o resto que está escrito é só para ti também, vai ser longo, mas 24 anos é muito tempo...Vamos ver se eu tenho esta carta pronta quando acordares...

A última vez que escrevi para ti foi do Algarve, comprei dois postais e num deles escrevi um poema da minha autoria, foi a primeira vez que escrevi um poema, pela tua reação, fui um sucesso. Mas tu és suspeito... Até que podia pôr aqui hoje, mas é melhor não, o público podia não ser tão benevolente como tu nas criticas e depois lá se ia a minha reputação para o caraças, naaaaa...Lembras-te? Vou ver se com a tua "aparição" aguço a minha veia poética e sai mais um poema à moda da Maria do Rosário, ohhh... Para o que eu te quero dizer hoje dois postais não chegavam, tinha de comprar todos do quiosque da praia e mesmo assim...

O nome Maria do Rosário voltou a fazer da minha vida, quem diria...

Zizi é o nome que eu uso neste blogue, muitos pensam que é um nome falso, não é. O meu nome de batismo é na verdade Maria do Rosário mas o meu pai pôs-me o nome Zizi desde que nasci, Zizi é para mim o meu verdadeiro nome. Maria do Rosário só duas pessoas me chamam assim, há anos que ninguém me chama assim, eu às vezes esqueço-me deste nome, eu nunca assino com o nome Maria do Rosário em lado nenhum, hoje vou assinar, para ti. 

O meu pai chamava-me de Maria do Rosário quando ele estava zangado comigo, "ÓÓÓÓÓ Maria do Rosário venha cá!", o você e o Maria do Rosário eram sinónimo de que eu estava bem tramada, era frequente eu meter-me em sarilhos naquela altura, se calhar também tens culpa no cartório das minhas broncas.:) Belos tempos senhor! 

Um rapaz que eu conheci há muitos anos achava muito bonito o nome Maria do Rosário e era assim que ele me chamava desde que me conheceu. O nome até que soava bem quando ele me chamava assim.

Há 24 anos que ele não me chama assim. Era giro quando ele falava comigo ou me escrevia e se dirigia a mim com o nome completo, mas foi uma longa amizade e eu habituei-me ao longo nome Maria do Rosário. Zangamo-nos há 24 anos, foi uma briga feia, foi o fim de uma grande amizade, eram irreparáveis os danos que fizemos, pensei. Coisas más aconteceram, mas durante 24 anos eu guardei só os bons momentos que passei com ele dentro do meu coração, foi talvez a minha defesa contra a minha alegada culpa. Eu não sabia o que ele guardou, provavelmente nem se lembrava mais que eu existia, pensava eu.

Engano meu...

"Caríssimos 
Gostaria de vos perguntar como poderei contactar com a Dona Zizi Pedruco e se seria possível me disponibilizarem o endereço electrónico dela. Preciso de falar com a Dona Zizi com uma certa urgência.O assunto é de cariz particular.
Agradecido." Assinaste com um nome "falso"!ESTUPOR!

Se eu soubesse que eras tu, fazia a tua procura pela "Dona Zizi" um pouco mais difícil, demorava mais uns dias a dar-te o email da "Dona Zizi Pedruco", mas tu antecipaste a minha manha e jogaste "sujo". Pura sacanagem! Foi pena a urgência, mas ainda bem que não te dificultei a vida para me encontrares...Eu brinco muito, passo a vida na brincadeira e desta vez podia-me sair bem cara a brincadeira, aí sim, o dano causado por mim seria irreversível. Não, não vou chorar, a minha missão agora não é esta.
.
 Quando eu escrevo neste blogue eu sei mais ou menos quais são os meus amigos que me leem, tendo milhares de visitantes por dia eu não estou na verdade preocupada com quem nos vem ler, para mim todos os leitores são bem-vindos.

O que eu não sabia é que desde 2013 entre os leitores estava um leitor especial para mim em Portugal, a ler-me todos os dias e a rir-se das minhas "tiradas", e sabem quem era? O tal tipo ;) que me chama de Maria do Rosário, incrível! 

Recebi há dois dias um email no Timor Hau Nian Doben a perguntar por mim, pensei que fosse alguém que me quisesse dar alguma informação como habitualmente. Dei o meu email, o nome que ele usa é enganador, usa o apelido do meio. 

Anteontem fui ver os emails e estava lá um com o assunto "CONFIDENCIAL", abri e apanhei o susto da minha vida. Primeiro pensei que fosse uma partida, não podia ser ele, alguém está a gozar comigo, por uns momentos o meu cérebro "congelou", mas depois pensei, mas ninguém me pode pregar esta partida porque dos amigos que me são perto hoje não o conhecem para terem esta ideia. As únicas pessoa que sabem quem ele é, são a minha melhor amiga e o Quico (este gostava pouco de ti e vice-versa, diga-se)  e eles não me iriam fazer uma coisa destas, não iam não. Ao ler os parágrafos seguintes não haviam mais dúvidas, eras tu mesmo, eras mesmo tu. Quem mais me chama Maria do Rosário? Só tu. Só para ti me chamo Maria do Rosário, mais ninguém me chamaria assim. Quem mais podia saber o que me escreveste? Só eu. 

Demorei a responder-te, mas não foi foi por mal. Queria que na minha resposta tu percebesses tudo, não queria ter pena de ti, não te queria desiludir, outra vez. Falei longamente com a minha "conselheira" e claro, ela está também preocupada contigo, afinal, durante tanto tempo, através de mim, foste parte diária da vida dela, a nossa amizade não dava entrada a muitos:).De repente, foi uma viagem de regresso no tempo, a Zizi passou a ser outra vez a Maria do Rosário. "A vida prega-nos cada partida", disse-me ela. Desta vez discordo com ela, somos nós quem pregamos partidas a nós mesmos. É preciso "encarar o touro de frente" e dizer "mea culpa". Mea Culpa! 

Ao ler o email senti um aperto no coração, deste-me muitas explicações de muitas coisas, fizeste-me lembrar de tanta coisa boa e bonita, disseste coisas profundas que me tocaram no coração e explicaste o porquê de me estares a escrever, foi aqui que eu me arrependi de nunca te ter procurado durante estes anos todos. Como me arrependo, Sr. arquiteto! Como me arrependo! Eu sei, era mais fácil eu te encontrar do que tu a mim, tu tentares-me encontrar era o mesmo que tentares encontrar uma agulha num palheiro. 

Surpreendeu-me o teu estado civil, "ermita"? Hmmmm, como é possível? ;) O teu email é lindo, acredito também que é sincero, "peca" apenas por vir acompanhado de más notícias. Ó senhor, desta vez assustaste-me, tiraste-me do sério e estou petrificada, simplesmente aterrorizada mas eu aprendi a dar a volta por cima e tirar o melhor do pior, o melhor aqui é, é estar aqui a escrever-te e ter a oportunidade de emendar o que estava errado e isso é uma oportunidade que pensei estar fora do nosso alcance. 

"Minha doce Maria do Rosário
Tenho tanto para te dizer e ensaiei escrever esta mensagem para ti na minha cabeça desde 2013 quando te encontrei no google mas acobardei-me sempre. Neste momento não sei sequer o que te dizer e tenho tanto para te dizer, para te perguntar sobre ti e sobre a tua vida.Só não sei se tenho o direito de o fazer. Continuas a mesma garota que eu conheci, pelos teus artigos consigo visualizar a tua fúria na busca da justiça, uma marca muito tua e que eu conheço muito bem. (...) Desde 2013 que eu sei que és tu quem está a frente daquele sítio tenho lido tudo o que escreves e gosto muito mas só hoje ganhei coragem para perguntar por ti e pedir o teu contacto pelo mail daquele sítio.O sítio é um sucesso, tu continuas a não fazer nada pela metade. Para ti ou é tudo ou nada e foi...".

Vale a pena fazer as coisas pela metade? Naaaa, é perder tempo, tempo que nos é precioso! Ri-me com o doce, eu acho que os anos devem ter apagado o "amargo", mas é bom saber que te lembras de mim desta maneira tão doce.

Ensaiar? Naaaa, chuta cá para fora tudo o que tens para me dizer sem ensaios, as palavras mais bonitas são sempre as espontâneas e as que veem diretamente do coração, ensaiar algo para dizer a uma amiga é "frio" e "contranatura".

Se não me responderes fico a saber que foram somente...". Não foram nada...Fantasmas que sempre te perseguiram, é só isso mesmo. Tens de parar agora com estas ficções tuas.

Sabes, ia-te mandar o primeiro email para o teu "inbox" mas mudei de ideias. Vou-te fazer uma surpresa, vou publicar esta carta no blogue, é para te agradecer seres um leitor/espião tão leal. Escrevo hoje SÓ PARA TI. Sendo uma carta aberta tu tens de adivinhar muita coisa que eu quero te dizer, toca a pôr este cérebro a trabalhar. Depois mando outras "fechadas" mas esta vai para o blogue que te trouxe de volta para perto de mim.

"...O teu sítio é o elo que me liga a ti, fico preocupado quando não fazes nenhuma postagem durante dias como aconteceu há uns dias. Religiosamente leio o teu sítio todos os dias...".

SACANA!:) Religiosamente? Livra, até me assustas! Não deves perceber nada do que lês, está quase tudo escrito em Tétum, portanto, a visita ao blogue deve ter intentos mais sinistros. ;) Custa-me a acreditar que não me tenhas contactado mais cedo, encontraste-me em 2013 e andaste aqui sem dizer-me nada? Imperdoável Sr. arquiteto! 

Ao ler o teu lindo email ri, chorei muito e fiquei com medo.A palavra medo é parte da adivinha que te disse em cima. O meu medo é relativo, foi mais o choque de saber o que se passa contigo. Eu compreendo o que estás a fazer, compreendo que queiras todas as pessoas que são ou foram importantes na tua vida neste momento menos bom, sinto-me honrada de me quereres também ao teu lado, sinto mesmo. A Maria do Rosário afinal deixou boas memórias em ti, estou surpreendidamente feliz. Estou e estarei sempre contigo sempre que precisares de mim, tu sabes disso, doutra forma duvido que me tivesses procurado, tu és tão torto como eu, considera como um elogio.

Se este blogue não serviu para mais nada foi útil para tu me encontrares quando, como tu dizes "precisas" de mim. Já valeu a pena ele existir só por isto. Valeu mesmo. 

"Faltas tu Maria do Rosário".Estou aqui, eu estive longe mas agora estou pertinho de ti. Eu vou ser a tua pior dor de cabeça nos próximos tempos, com a tecnologia de hoje não há mais longe, estamos todos perto. Agora vamos ver se tens mais coragem de dizer "estou quase a desistir",não te atrevas a desistir, não te atrevas...Pensa nos que gostam de ti, nos teus irmãos, pensa em mim, não sejas egoísta.

Não te atrevas a ter pena de ti mesmo! Tu vais vencer isto, não serás a primeira pessoa a vencer nem a última, mas tens que fazer tudo certinho, tens de fazer o que nunca gostaste, FAZER O QUE TE MANDAM FAZER!  Senhor arquiteto, não é o fim do mundo, as chances são muitas e é nelas que vamos agarrar, é com elas que vamos viver...
.
"Seria bom conversarmos Maria do Rosário, tu estás mais crescidinha, tu agora sabes para onde eu caminho...".

Eu não faço ideia nenhuma para onde caminhas, nem tu, deixa de tretas. Mas é verdade que estou "mais crescidinha" e mais dura, mais determinada, com menos tolerância para a estupidez e coisas que não tolero são a autodestruição e a auto piedade. Se em mim pensas que vais encontrar pena, enganas-te, se em mim pensas que vais encontrar alguém que se vai lamentar dia e noite o que te está a acontecer, então tira-me da lista das pessoas que queres por perto, porque não tenho intenção nenhuma de fazer isso. Tenho outros planos melhores para ti. ;) 

Lixei-te...;) :) Vá, toca a pedir desculpa por pensares mal de mim.;)

Fizeste um bocado de chantagem psicológica neste email, não era preciso tanto, eu responder-te-ia sempre, nem que fosse para insultar, se por acaso tivesse zangada contigo, não é mais o caso. 

 Caminhaste estes anos todos sempre comigo, dentro do meu coração. Há umas semanas estava a ler um jornal "online" e de repente vejo uma reportagem de uma localidade muito frequentada por nós (mais uma adivinha) e ampliei a foto e estava tudo na mesma, vieram-me recordações e lágrimas aos olhos. Mandei a foto para a minha melhor amiga, tu sabes quem é, e perguntei-lhe, que será feito dele? Tantas vezes pensei o que era feito de ti? O meu blogue sabia de ti, mas não me disse nada.SACANAGEM!

Sabes, eu na minha cabeça imaginava que tinhas ido viver na quinta e que tinhas deixado de viver onde vivias, acertei em parte, ainda não é tempo de fugir da cidade grande completamente. Aquela propriedade era onde tu te sentias bem, era a tua perdição, era onde te sentias em casa. Não és homem de grandes cidades, o barulho e a confusão são um distúrbio para uma mente criadora como a tua. Tens muitos sintomas de uma pessoa autista. ;) Continuas a caçar? :) 

De repente vi o "Paul Newman" outra vez, sorriso bonito e maroto, gargalhada estrondosa, sempre com um bronzeado de meter inveja fosse Verão ou Inverno, a praia era o teu mundo, uma descontração de meter inveja e sempre a fumar, não me lembro de ti sem um cigarro na boca. Deixei-me disso há muitos anos, ganhei juízo, o tal que tu querias que eu tivesse...

O acaso, mero acaso, levou-me a conhecer-te, eu devia de ter ido para o outro lado da praia naquele dia, fim de setembro, estava sol e decidi dar uma voltinha à beira-mar. Vivíamos em "mundos diferentes", eu era estudante, tu já eras um profissional, um belíssimo arquiteto, a tua arte fascinava-me, a tua sensibilidade para ver beleza em pequenas coisas era contagiante, eu admirava-te, sou uma bruta no que toca a desenhar ou mesmo fazer riscos, prefiro as letras. Todavia, não foi o acaso que nos juntou outra vez...Mas agora é diferente, muito diferente. Estamos ambos com o mesmo estatuto de adultos, eu não estou mais em desvantagem, "estou mais crescidinha" a vida, essa, ensinou-me tantas coisas. Naquela altura o meu estatuto de adulta era só no Bilhete de Identidade...;)



Sabes, quando estou muito triste ou desesperada, isolo-me e não quero falar com ninguém mas há uma pessoa que percebe sempre e apesar de continuar em silêncio ela insiste, sim, é aquela minha amiga, acabei por lhe contar o que se passa contigo, a primeira coisa que ela me disse foi: "Pensa na "sorte"(não me ocorre outra palavra) em fazeres as pazes com o passado. Deixa-me ir vê-lo. Tu não podes vir." 
,
André...;)
Vou-te contar uma coisa engraçada. Ontem, eram quatro da manhã na minha zona, eu estava a falar com ela sobre ti, de repente a mulher manda-me uma foto, uma folha A4, em branco e nada mais está escrito, só o teu nome e pior, a letra é minha. Não me perguntes porquê que escrevi o teu nome naquela folha, é que não faço ideia nenhuma. Esta folha ela guardou dentro de um livro de História, tem mais de 20 anos. Ela tem coisas guardadas que eu chamo nesta altura das nossas vidas, DENÚNCIAS!  Tu e eu pertencíamos a um lindo clube, pena só existirem dois membros nele, tu eras lixado, querias exclusividade, não te podes admirar da bronca que rebentou, afinal estavas a "roubar", gargalhadas...É para rir, não é para ficar zangado.;)

André, eu nunca mais conheci ninguém com este nome, meu irmão mais novo  também se chama André, mas só o meu pai lhe chama assim, o resto do pessoal chama-lhe outro nome. Nem me lembro que ele se chama André ;) é como o Maria do Rosário.Estranho escrever este nome outra vez. 

Sr. arquiteto..."Deus dá as batalhas mais difíceis aos seus melhores soldados!" - Papa Francisco.

 Não te atrevas a desistir, não te atrevas a desistir, por favor. Disseste-me que querias tanto fazer uma coisa, tu estás consciente que o queres fazer está nas mãos de outra pessoa, e que depende exclusivamente da vontade dessa pessoa? Faz tudo o que tens de fazer, faz todos os tratamentos que tens de fazer, fica bom depressa e depois eu meto uma cunha com a tua amiga, ela não me diz que não, eu tenho a certeza absoluta.;) Prometo. Mas tens de dar tudo o que tens para ficares bom, senão nada feito! Cumpre a tua parte, eu cumpro a minha.Deste-me muitos trunfos no teu email e eu vou jogar com eles "contra ti". Genial esta Maria do Rosário! ;) 

Há dias fui levar a minha filha mais nova para a escola, estava uma manhã horrível, chovia e fazia um vento desgraçado, quando chego ao portão da escola estava a senhora que controla o trafico para os alunos atravessarem a estrada e eu disse bom dia, e ela voltou-se para mim e disse, "Que bom tem o dia de hoje?" e começou a queixar-se do tempo, eu disse-lhe, o bom do dia de hoje é estarmos vivos, isso só por si é motivo para estarmos felizes. A senhora olhou séria para mim e disse, "Tens razão" e riu-se. Comigo no teu pé agora, duvido que tenhas tempo para ter um mau dia, convencida esta Maria do Rosário, mudou muita coisa mas alguns defeitos ficaram.;)

Não encontras mais a gaiata que se queixava de tudo, bolas, eu era complicada ;), não encontras no meu ombro uma "bengala" para te lamentares, quero rir contigo, vamos lembrar das coisas boas que fizemos, vamos discutir, gritar um com o outro, vamos sonhar, outra vez! Olha que eu sou boa nisto de sonhar...Foi o meu blogue que faz parte de um sonho meu que te fez encontrares-me, por isso vou sonhar outra vez, mas desta vez vou sonhar com algo para ti, só para ti, vou sonhar com todas as forças que tenho... André anda sonhar e acreditar comigo.:) 

Vamos lá ver se ainda tens pedalada para seguires as minhas "loucuras", duvido...Bora lá André, mostra-me o quanto ainda vales!

"Maria do Rosário, olha bem para o céu estrelado, agora fecha os olhos e vais conseguir ouvir o barulho que as estrelas fazem. A natureza fala connosco, temos de saber escutar". 

Eu acreditei em ti, no "barulho que as estrelas fazem" e que a "natureza fala connosco" agora é a tua vez de acreditares em mim, que Deus existe e que a esperança é a última que morre. Amor com amor se paga.

Ao escrever-te aqui hoje, eu "quebrei o gelo", a mensagem que te quero transmitir antes de falar contigo pelo telefone é, já passou...Não quero que gaguejes ;) ou justifiques mais nada, já passou...O meu mal foi criancice, batotice, parvoíce e convenções pelas quais me tinha que reger. Hoje, não passam de balelas, mas lá para trás eram normas rígidas...Alguns vão ler e claro que vão tirar as ilações que quiserem provavelmente erradíssimas, mas a verdade reside em nós os dois e é isso que vale agora, que se lixe o que pensam. A minha prioridade agora és tu, tu ficares bom e depressa, só isso. 

Vá...Já leste tudo? Então agora manda-me um email com o número do teu telemóvel e vamos lá pôr a conversa em dia...

Que feio, uma mulher estar a pedir o telefone a um homem em público não é? Considera-te mas é com muita sorte de eu te dar tantos privilégios, não é para qualquer um.:) Vá...Manda o telefone, quero ver se és de confiança para eu te dar o meu, não penses que vai ser tão fácil como conseguiste o email da "Dona Zizi", vá...Vem rir comigo... Anda ouvir esta música comigo, linda!

Sr. arquiteto,estou aqui para ti hoje, amanhã e sempre.

Até já, seu sacana!:)

Maria do Rosário  
.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.