quarta-feira, 30 de setembro de 2015

"SOMOS UMA DUPLA PARA A VIDA"! SOMOS MESMO!

.

"A amizade é o conforto indescritível de nos sentirmos seguros com uma pessoa, sem ser preciso pesar o que se pensa, nem medir o que se diz".- George Eliot.

A ouvir o CD que me deste estou aqui a escrever-te para agradecer os presentes LINDOS que me deste. Sabes, eu conheço-te muito bem, sei que cada presente foi escolhido com muito cuidado e com muita amizade, eu não sei como te agradecer minha querida.

Ao ler o postal desatei a chorar, é mesmo, somos uma dupla para a vida, a nossa amizade é muito grande, só tu e eu entendemos, nesta altura das nossas vidas acho que aqueles que não entendiam a nossa amizade desistiram de tentar entender. O que eu me rio, a do telefone e do Professor D. fez-me rir tanto, não consegui parar o dia todo.

Em outubro vai fazer 31 anos que te conheci e foi quando a "coisa aqueceu", ohhh mãe! Ainda escalda! ;) 31 ANOS DOUTORA! Parece que foi ontem...Não precisamos mais de esconder de ninguém agora, mas juntas fomos imparáveis, juntas fizemos o que não lembra ao diabo. Pais, família ou amiguinhos ;), quem nos parava, quem? NINGUÉM!
.
Sabes, com os teus avisos com a andorinha, comecei a ficar com medo da andorinha...Livra! Tu detonas com cada "explosivo"..."Tem atenção com a andorinha. Levou-te um papel...Teu...Com quase 30 anos". Foi a primeira coisa que procurei, lá estava, mas dum lado é meu, do outro lado é teu. "Só nós as duas vamos entender", disseste. Livra, tu queima as restantes coisas, mania de guardares as coisas.;)

Quando vi o livro de Almeida Garrett, abri e lá estava a tua letra com as anotações das aulas do nosso 11.º ano e com elas todas as memórias daqueles tempos, "vi" pessoas, memórias vieram à minha cabeça. De repente lembrei-me do corre, da varanda com vista para o Tejo, e de todos os que fizeram parte da nossa vida naquela altura, alguns continuam a fazer...Enfim, perseguição é o que é...
.
Eu adorei o fio, mas que espanto! É mesmo o que eu gosto, tu sabes disso, é mesmo lindooo! Vou ficar um ESPANTO quando o usar, claro!;) 

A Cartilha Maternal vai ensinar a tua sobrinha Ivana a ler e a escrever o Português, ela pediu-me como tu sabes, para lhe ensinar. A seguir de aprender a escrever e a ler corretamente o Português já me disse que vai aprender o Mandarim, assim passa a "saber três línguas corretamente", Inglês, Português e Mandarim. Para lhe estragar a festa da vaidade disse, se calhar devias aprender Árabe também. Bazou, nem comentou. 

A tabuada é para a minha afilhada mais velha em Timor-Leste, acho que esta tabuada é um espanto, nós aprendemos por aqui. A menina nem sabe o trabalhão que te deu para comprares esta tabuada, não havia em lado nenhum, encontraste na Madeira quando foste de férias. Obrigada querida.
.
Ah! "A Menina do Mar", este livro é o meu livro favorito. Foi dos primeiros livros que eu li quando cheguei a Portugal e fartava-me de chorar, a história do mar lembra-me a minha terra, eu achava que eu era a Menina do Mar e um dia eu ia conseguir nadar de volta até Timor. Coisa de crianças...Tu sabes desta história e por isso me mandaste o livro, muito obrigada, linda! 

Quando olho para a data do CD  eu rio-me e uma coisa é certa, foi o ano em que me meti no maior sarilho da minha vida, não sabia é que me iria perseguir durante 30 anos, quem diria que 30 anos depois íamos continuar todos juntos e que alguns problemas persistiam, não há direito! Mas eu gosto mesmo  é de vos ter todos perto de mim, com bronca, sem bronca, cada um mais velho mas com a mesma pancada, eu sou mesmo muito feliz de vos ter à minha volta, mas a idade não melhorou nenhum de nós quando estamos juntos, parece que até pioramos! Tu e eu somos um caso perdido, quando falo contigo o meu marido abana a cabeça, ele sabe que nas próximas horas não estou disponível. 

Naqueles anos conhecemos algumas pessoas que iriam caminhar connosco para sempre, só não sabíamos naquela altura e pensávamos que éramos espertinhas...Se continuamos juntos é porque merecemos estar...;) Apetecia-me fazer um desenho , um quadradinho mas era capaz de dar muita bandeira, não tenho jeito nenhum para desenhar. ;)

Sabes, se me tivesses dado tudo isto há três meses era capaz de ser "mau" e eu ir parar ao hospital, era uma sombra naquela altura, já não é mais, de repente lembrei-me do CORRE! Tu tinhas um medo mas apoiavas incondicionalmente, isso é que é UMA AMIGA!!!

 Saímos da escola, íamos com o grupo do costume, eu vi um carro a alta velocidade a vir na nossa direção, reconheci o carro e o condutor e gritei para ti, CORRE!Tu nem perguntaste porquê, desatamos a correr, foi a maratona das nossas vidas. E quem me perseguia (gargalhadas) correu também (depois disse-me que nem fechou o carro), mas não nos apanhou, era preciso conhecer Lisboa tão bem como nós para nos apanhar. Quem diria que um leitor está a ler isto e a perceber o que eu estou a escrever, até hoje acha que foi uma atitude de "criança", pois, eu era isso mesmo naquela altura.;) 
.
Tantas recordações boas, tantas memórias que construímos juntas e viver a milhares de quilómetros de distância de ti é terrível, eu precisava de ti, da minha maior amiga perto de mim, sinto muito a tua falta mas claro que falamos todos os dias e quando falamos o mundo para. Ontem e hoje falamos horas e tal qual como nos outros tempos, nunca chega, fica sempre algo por dizer, falamos quatro horas seguidas e parece que falei dez minutos. Não era para ser assim doutora, vivermos tão longe uma da outra, mas é, Portugal era pequeno demais, não ia correr a minha vida inteira, não? 

Existem pessoas que encontram almas gémeas nos namorados ou maridos, eu encontrei em ti. Tu não és só a minha maior amiga, tu és a irmã que eu não tive, a minha advogada de defesa, conselheira, mas mais importante, alguém que sabe tanto de mim e que detém "armas contra mim" e quando vê que eu estou a sair fora da linha me diz,"Alto e para o baile! Tu esqueces-te disto, podias ter morrido". Verdade! Era o que eu precisava de ouvir, se não fosses tu a dizer, quem mais? Nas últimas semanas parece que amoleci, esqueci-me de muitas coisas, ainda bem que continuas ao meu lado para me lembrares, a do cinema foi importante, foi o travão necessário.

Nós somos muito diferentes, mas iguaizinhas, tu entendes o que estou a dizer! Hoje disseste-me que um colega nosso dava-se bem comigo mas que te ODIAVA, não era assim tão mau tenho a certeza, eu nunca senti isso da parte dele, ele era mas é um snob, continua, disse-me o Frederico... É preciso estudar-te para gostar de ti, tu tens de aprender a baixar a defesa e mostrar ao mundo a pessoa linda que tu és. Estou-te a ver, eu falo com toda a gente, altíssimo, gesticulo, digo o que quero, tu ao meu lado em silêncio observas a cena com ar altivo, por vezes confunde-se com arrogância, não podias gerar tanta simpatia como eu, não? LOLLLLL!!! Esta coisa de gerar simpatia só dá asneiras. Foi com um sorriso grande que me lixei até hoje. Eu e essa mania de sorrir para todas as pessoas, sabes quem é assim? Ivana! Ri para e ajuda toda a gente, pensa que vai mudar o mundo, deixa lá, antes isso que ser uma pessoa má.

Livraaaaa!!! Escrevi imenso! Já não dá para te telefonar, já deves estar dentro do teu gabinete a trabalhar, logo falo contigo, vou ver se acordo mais cedo. A mudança de hora não joga a nosso favor, está pior que o telefone hoje...

Minha querida, muito obrigada por tudo, mas mais do que tudo, obrigada por seres tão minha amiga e ultimamente, mais do que nunca.

Tu nem imaginas o quanto eu gosto de ti e o quanto eu preciso de ti, tal qual como no tempo do CORRE!!!

OBRIGADA, LINDA!

Até logo, se estiveres acordada, hoje dormiste pouco, muita conversa doutora e GARGALHADAS!:)

Zizi
.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.