quinta-feira, 5 de novembro de 2015

POLÍCIA BALEOU DOIS JOVENS EM QUELICAI

.
Fotos  de Tadeu Cabral Soares, Facebook.

Jornal Nacional Diário - 05 de novembro de 2015 - Tradução de Zizi Pedruco para o Timor Hau Nian Doben
.
Agentes da Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) da esquadra do posto administrativo de Quelicai, no município de Baucau, no Dia de Finados balearam dois jovens e prenderam outros dois porque foram de mota insultar os polícias na esquadra.

O segundo comandante geral da PNTL, comissário Faustino da Costa clarificou ontem que, a polícia atuou contra os jovens a tiro e feriram outros dois porque eles foram de mota para a esquadra de Quelicai insultas os agentes de segurança.

Os jovens que foram capturados em Quelicai foram já submetidos a uma investigação. A polícia capturou ainda cinco jovens na área de Bedois em Díli, porque se estavam a agredir. 

"Nós demos orientações aos nossos comando nos municípios para fazerem o patrulhamento rotineiramente para podermos antecipar estes movimentos", disse Faustino.
.

Outros acontecimentos foram nas áreas do posto administrativo de Vemasse, no município de Baucau, alguns jovens apedrejaram carros e no município de Bobonaro no posto administrativo de Maliana apareceram dois grupos que entraram em confrontação e a população que ia pôr as flores nas campas fugiu.
.
Relativamente à situação geral no país, principalmente no Dia de Finados tudo decorreu normalmente e não houve nenhum acontecimento que afetasse a circulação das pessoas.

O comandante do município de Baucau, superintendente Justino Mendes, afirmou que os dois jovens que foram baleados estão neste momento a ser tratados no Hospital de Baucau e a polícia deteve os outros dois jovens.

"Eu recebi informações do comandante da esquadra que os três jovens  foram de mota insultar os polícias com palavras obscenas e estes jovens empurraram e agrediram os polícias e foi apenas para se salvarem é que os polícias dispararam tiros sobre eles", disse Justino ao telefone.

O pai de uma das vitimas, Vitoriano Ximenes, disse que ele lamenta muito com a ação da polícia porque ao balearem os jovens esqueceram-se que eles são pessoas.

"Eu lamento muito a ação da polícia, se os jovens fizeram algo de errado ou cometeram algum crime, os agentes de segurança podiam ter tomado outras medidas contra eles mas não devia de ter sido com tiros", disse Vitoriano Ximenes. Eus
.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.