quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Ah, André querido! "Adivinha quanto eu gosto de ti?"* - Júlia ;)

.
Muito, muito obrigada bonitão!
"Conheci-te eras quase uma criança, estive ausente sem querer da tua vida durante 24 anos. Tornaste-te numa mulher completamente diferente do que eu pensei que te fosses tornar. Foi-se o orgulho extremo, a arrogância e foi-se a rapariga que tinha de ganhar sempre. Continuo e ainda bem a ver em ti traços da menina que eu conheci, a generosidade, bem-humorada, batoteira, sempre a rir (tens um riso contagiante) e a pregar partidas, mas ainda continua a chorar com o sofrimento dos outros. Timor com toda a certeza mereceu muitas lágrimas tuas".

Psssttttt! Olá sacana lindo, eu vou escrever muito hoje, queria-te escrever um poema só para ti, mas a "coisa" não sai, por isso aqui vai com muito amor e carinho...;)

Primeiro, muito obrigada por tantas e maravilhosas prendas que me mandaste! Fizeste-me rir e chorar ao mesmo tempo. Eu percebi o lindíssimo "recado" das prendas e o "recado" consegue ser ainda mais bonito do que as prendas em si mesmo!

Espero que seja um elogio o que o Sr. arquiteto escreveu quanto diz "mulher completamente diferente do que eu pensei...". Não era "quase criança" quando me conheceste, era mesmo criança.;)

Não choro só com o sofrimento dos outros, choro também com os meus e acredites ou não André, a tua ausência na minha vida mereceu muitas lágrimas minhas, mas estás errado, a arrogância e o orgulho ainda vivem comigo e estes defeitos que tenho impediram-me de te pedir desculpa pelo mal que eu te causei, pela leviandade das minhas palavras, pela minha ingratidão, sim, ingratidão, muita ingratidão... Tu foste sempre uma pessoa extraordinária para mim, talvez, das pessoas que mais me querem bem - tira o talvez.

André voltou para "ajustar contas" comigo disse eu à minha advogada linda, ela também acha que sim... Porra pá, manda lá a conta!:P Eu disse-lhe: Eu vou transformar "isto" numa grande amizade, nós éramos bons amigos,:) como era bom quando estávamos juntos e falávamos horas perdidas. O que nos divertimos os dois, sempre só nós os dois, as maluqueiras que fazíamos juntos, parece que foi ontem, mas já lá vão 24 anos.

Tu sendo mais velho do que eu e do que os meus amigos, nunca te quiseste misturar com os meus outros amigos e eu tinha uma social agitadíssima, agitadíssima mesmo, sobrava pouco tempo, foi egoísmo meu... Meus amigos não tinham muita simpatia por ti também, nem tu por eles... A minha amiga disse há dias, "Ele era lindo mas sempre me meteu medo", concordo com o lindo, continuas lindo mas meter medo não, acho que era a tua pose, sempre impecavelmente bem vestido, eras peneirento aparentavas arrogância e davas ares de superioridade, mas aquilo era só charme, fogo-de-vista, porque a tua verdadeira beleza vem mesmo do teu coração, e tu tens um coração LINDO!

Eu estou-me a rir a lembrar-me da primeira vez que te vi, épááá! Ia a entrar no café e tu a saíres, deste-me um encontrão, com tanto lugar para andar foste esbarrar mesmo em mim, pior, não pediste desculpa e ainda te riste e eu zás, "Parece maluco, veja por onde anda" e tu paraste à minha frente e riste. Tive a certeza que eras MALUCO! Que pena pensei eu, tão bonito, tão charmoso, tão elegante e é maluco, desperdício...Não foi a última que me deste um encontrão...Percebi ao longo dos anos que tens uma forma estranha e especial mas eficaz de comunicar comigo e sabes como obter a minha atenção...Um pouco como os "meus" meninos adorados que são autistas...

Qualquer outro amigo meu que me mandasse este ARRAIAL de presentes ficava mesmo chateada, mas contigo não me vou zangar mais, já me zanguei muito. Manda o que quiseres, o que te apetecer que eu recebo com muita gratidão. Dinheiro tens tu. ;P Não vou mais travar batalhas inúteis e onde eu perco sempre, diga-se. Eu travei todos os meus amigos de me mandarem livros, até que eu visse o que me mandaste, não queria ter livros repetidos...TU ÉS UM TARADO MESMO! Adorei os livros, TODOS! Três eu já li, mas tu queres é conversa...Tu sabes muito bem que eu já li, aliás, tu tens estes três livros meus em tua casa, não é verdade? SACANA! ;)
.
;)
Olhando para as prendas lindas percebo agora quando me disseste, "São pequenos presentes que te mando, são coisas que me fazem lembrar-me de ti", ohhhhh, pois... Algumas destas coisas, eu própria já me tinha esquecido. Impressionantes os lápis, eu adorei. Há mais de 20 anos que não pego num lápis destes, foi com estes lápis que eu aprendi a escrever em Timor, antes de entrar oficialmente na escola, tinha 4 anos, com uma professora extraordinária, Dona Lídia, grande amiga da minha avó Maria, Deus levou-a também, poucos meses antes da minha avó nos deixar. Estes lápis acompanharam-me toda a minha vida de estudante - sabes disso. No fim já eram tão difíceis de encontrar em Portugal, da última vez foi o Quico quem me comprou, numa antiga papelaria perto da faculdade. OBRIGADA, SEU SACANA!

 As minhas duas filhas estiveram a cheirar o Fa e já pediram para usar, porque "cheira tão bem". Sorri, há tantos anos que não cheiro esta agua de colónia, eu gostava tanto quando era miúda, só havia em Espanha e todos os Verões quando ia  a Espanha, eu comprava lá uns garrafões para durarem o Inverno todo. Só tu irias lembrar-te de me mandar estes garrafões, Imagina que rebentavam, mas tiveste o cuidado de embalar tão bem, mas mesmo assim, ainda pagava uma multa, seu estupor! Quando abri e cheirei, uiiiiii, enfim! A vida é feita disso mesmo, memórias...Obrigada, bonitão adorado!

Já agora, continuo a ouvir o Oceano Pacifico...E sempre que oiço lembro-me de um grupo de amigos, de ti e da vida espetacular que tive junto de cada um de vocês, cada um tocou na minha vida à sua maneira, os que tocaram profundamente continuam todos comigo hoje, tu és um deles. SORTUDA QUE EU SOU! Eu disse a minha advogada há dias: A vida é feita de memórias, André era uma memória muito bonita na minha vida, mas agora ele voltou e juntos vamos criar mais memórias, mais bonitas e daqui a dez anos vamos rir e lembrarmo-nos delas com o mesmo carinho como nos lembramos agora das outras. Colhemos o que plantamos e há 31 anos plantamos algumas sementes "envenadas"...Daqui para a frente a colheita vai ser sempre formidável!Afinal "estou mais crescidinha", gosto quando tu dizes, "Maria do Rosário agora que estás mais crescidinha...".
.
Tão bonita a minha Santa.Obrigada.
.
SANTA RITA, A SANTA DOS IMPOSSÍVEIS

"Tu ias rezar muitas vezes na igreja da Santa Rita a caminho do Cais do Sodré para o teu povo, a última vez que fui contigo foi depois do massacre de Santa Cruz, começaste a chorar enquanto rezavas e eu abracei-te e nunca mais me esqueço do que me disseste, Santa Rita vai ouvir-me e um dia o meu povo vai ser livre. Em 1999 lembrei-me do que disseste naquele dia. Quero que tenhas a tua santa perto de ti para rezares para que o teu povo atinja a prosperidade que merece e que tu sonhas desde que te conheço e já vai para quase 32 anos, pode ser que a tua santa te oiça outra vez".

PRONTO! Fizeste-me chorar! Sabes André, naquela idade eu acreditava em contos de fadas ;), sonhava irresponsavelmente, até acreditava que ia viver feliz para todo o sempre...;)  Hoje deixo isso para a tua sobrinha Ivana que infelizmente tem muito de mim, pensa que vai mudar o mundo, esta vai sofrer também, os meus outros filhos são mais inteligentes, o mundo centra-se à volta deles próprios.  Mas vou rezar sim meu querido, e tu vais rezar comigo também. No fundo ainda acredito em final feliz, tu voltares foi o renascer da esperança, a certeza de que Deus ouviu as minhas orações.
.
Espero que gostes deste poema que te dedico.;)


Tu foste das pessoas que mais influência tiveram na formação da minha personalidade -hahahahahaha- principalmente o lado rebelde, desobediente, desafiar pessoas, etc... Quando te conheci o processo estava a começar e quando fiz aquele disparate contra ti o processo estava quase terminado mas ainda tremido, era preciso tempo e paciência, tempo tinha, paciência, essa voou de nós...

Aprendi muita coisa contigo, nos sete anos que estiveste na minha vida ensinaste-me tantas coisas: a lutar pelo que eu acreditava, a entender que eu tinha de pôr a mim própria em primeiro lugar se quisesse genuinamente ajudar os outros, a questionar o que me era dito e a não me conformar com nada se eu não concordasse, viesse de onde viesse, mesmo que fossem os meus pais, ohhh mãe! Ensinaste-me a voar, e eu voei...

Foram as tuas lições que me inspiraram nos momentos mais difíceis da minha vida parecia que te ouvia dizer, "Vai em frente Maria do Rosário". E a Maria do Rosário foi, seguia em frente...Foste meu amigo, meu mentor, meu conselheiro, a minha inspiração e continuas a ser tudo isto e muito mais para mim, agora és meu guarda-costas também, tenho três, lollllll.

Apesar de ficar triste durante estes anos quando pensava em ti, eu também ri-me sozinha muitas vezes ao lembrar-me da ultima vez que te vi. Já estava casada, fui à Conservatória de Cascais buscar a minha certidão de casamento e depois aproveitei e fui às compras. Fui à Benetton ver umas roupinhas para o meu filho, não te via há dois anos ou mais e lá estavas tu à porta da Benetton, ah! Pernas para que te quero! Tu querias falar comigo e eu desatei a correr, tu tal qual como da outra vez em Lisboa, desataste a correr atrás de mim e eu oiço tu a gritares, "PÁRA JÚLIA! JÚLIA! JÚLIA!JÚLIA!". Hoje tens uma sobrinha Júlia.;)

Eu conheço Cascais como a palma da minha mão, para me apanhares...Quando te conheci eu menti-te o meu nome, disse que me chamava Júlia, durante dias chamaste-me de Júlia, só te disse a verdade quando decidi que podia confiar em ti e dei-te o número do meu telefone, não queria que me telefonasses e perguntasses por uma Júlia, ohhhh mãe, o que me estou a rir... Ri-te lá também. Disseste há pouco tempo que naquele dia me chamaste de Júlia para que eu me lembrasse, lembrei sim, mas achei melhor, mesmo assim, CAVAR!

Quem diria que hoje estou aqui a contar-te tudo isto sem nenhuma magoa, e que continuo a gostar tanto de ti como quando me chamavas Júlia, vá..."A amizade é um amor que nunca morre".
.
ESTOU MAIS RICA! ;)
Quando te conheci tinha acabado o 9º ano, era uma menina que tinha saído de um colégio onde lá entrava de manhã e saia ao fim do dia, vivia numa concha, era uma cobardolas, cheia de medo de desiludir, regia-me sigilosamente pelas convenções e pelas normas que me foram impostas. Mas tu abriste-me os olhos, abriste-me a alma, educaste o meu coração a gostar de mim e educaste o meu coração a seguir os meus sonhos, cá estou a fazer exatamente o que me ensinaste, agora muito melhor acompanhada, o meu Professor está ao meu lado.

Oh, Sr. arquiteto! Devo-te tanto, tanto, que todos os dias eu agradeço a Deus a segunda oportunidade que me deu de te ter de volta e poder agradecer-te e dizer-te que tu és uma das pessoas mais importantes da minha vida e que eu gosto muito de ti.Não queria que te lembrasses de mim com as ultimas palavras que te disse, aquilo foi um espetáculo de maldade no seu melhor, eu nunca me perdoei a mim mesmo, mas tu és melhor do que eu e perdoaste-me...

Eu só sei escrever o que te estou a dizer, por isso escrevo, se falar ao telefone tudo isto, eu acabo por chorar, eu tentei várias vezes dizer-te o que aqui te digo hoje, mas chorei sempre e tu mandaste-me parar, mas hoje digo, escrevendo.
.
Que maravilha, obrigada!
Há dias telefonaste-me, estavas zangado (ihhhhh) e disseste-me, "Tenho tudo pronto para te mandar, mas só tenho três livros de crianças que eu acho que vais gostar de ler, :) tu podes dizer-me mais alguns títulos para eu te mandar. Não faço ideia quais mais te vou mandar". Eu disse-te, surpreende-me senhor! Seu malcriado desligou o telefone! Coisa feia, Sr. arquiteto, coisa feia!

Fui fazer queixa à minha advogada e ela disse, "Tu és tão engraçada". Estás a ver? Só tu não achas piada às minhas gracinhas...;)

Mas deixa-me dizer-te uma coisa, ADOREI OS TRÊS LIVROS "DE CRIANÇA" QUE ME MANDASTE, JÁ OS LI HOJE, MAS VOU LER MAIS VEZES. SÃO TÃO BONITOS! Mas o "Anjo de Timor" foi como se me tivesses mandado uma seta para o coração e ATINGISTE, SEU SACANA! É lindoooooo, lindooooo, lindooooooo! Tu sabes como me fazer chorar, sabes, sabes...SACANA LINDO!:)

Gosto mesmo de ler livros para as crianças, tenho alguns que gosto muito e leio muitas vezes, estes livros renovam a minha fé e a minha esperança...Sei lá, os livros de adultos estão cheios de dramas, livraaaaaa! ;) Para isto basta a vida...ADOREI OS TRÊS QUE MANDASTE!

Eu não me vou chatear com este montão de presentes que me deste, nem vou dizer que é demais, nem tão pouco te vou dizer para não mandares mais. Tu não ouves mesmo, tal como eu, fazes o queres. Manda o que quiseres, quando quiseres e eu vou receber contente e com muita gratidão.

De todos os presentes que me deres nunca vais conseguir dar o que já me deste, as lições de vida que aprendi contigo, porque estas viveram e vivem comigo todos os dias da minha vida, mesmo quando estiveste longe de mim fisicamente, porque dentro do meu coração estiveste sempre comigo.
.
Muito obrigada, malae doben! ;)
André, vem rezar comigo para o Povo Maubere, mais uma vez: Viva o Povo Maubere!!!

"Menino Jesus, Príncipe da Paz, Deus todo Poderoso, lembra-Te do povo de Timor que por Ti foi confiado à minha guarda. Escuta as suas preces, vê o seu sofrimento. Vê como não cessam de te invocar, mesmo no meio do massacre. Senhor, libertai-os do seu cativeiro, dai-lhes a paz, a justiça, a liberdade. Dai-lhes a plenitude da Vossa Graça.
Glória a Ti, Senhor" - Sophia de Mello Breyner Andresen in, "O Anjo de Timor".

MUITO OBRIGADA, CORAÇÃO DOCE! MUITO, MUITO OBRIGADA!

Até já.

Maria do Rosário- Júlia ;)

*Título de um livro lindo para crianças, devias de ler. ;) Agora chega de prendas, senão o meu "namorado dos livros" fica zangado comigo, não é Frederico?  Cabem todos dentro do meu coração, os livros quero dizer, lolllllll.:)
.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.