quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Seis galardoados na edição de 2015 do Prémio Sérgio Vieira de Mello de Timor-Leste

.

Díli, 09 dez (Lusa) - Três personalidades e três instituições vão ser galardoadas na quinta-feira na 8ª edição do Prémio Direitos Humanos Sérgio Vieira de Mello, atribuído pela presidência da República de Timor-Leste.

O chefe da Casa Civil da Presidência da República explica em comunicado que na categoria de Direito Civil e Político o prémio deste ano é atribuído ao advogado Gregório de Oliveira Ximenes e a Domingos Brandão, funcionário do Instituto Nacional de Formação de Docentes e Profissionais da Educação (INFORDEPE).

Ambos se destacaram pelo seu trabalho na defesa e promoção dos direitos humanos em Timor-Leste, segundo fonte da Presidência.

Na categoria de Direito Social, Económico e Cultural é reconhecida a parteira Maria Ximenes e as instituições Congregação das Imitadoras de Jesus (CIJ), Sentru Reabilitasaun-Liman Hamutuk-Hera "Maria Aparecida Lopes" (também conhecida como Mana Branca) e o Dormitório Santa Catarina de Sena - Missionárias Dominicanas do Rosário.

Os prémios, no valor de 10 mil dólares cada, serão entregues pelo Presidente da República, Taur Matan Ruak, numa cerimónia que decorre na quinta-feira, Dia Internacional dos Direitos Humanos.

O Prémio Sérgio Vieira de Mello tem como objetivo reconhecer cidadãos timorenses e estrangeiros, organizações governamentais e não-governamentais que se destaquem na promoção, defesa e divulgação dos direitos humanos em Timor-Leste.

O prémio foi criado a 18 de março de 2009 pelo antigo chefe de Estado timorense José Ramos-Horta e visa igualmente assinalar, anualmente, o Dia dos Direitos Humanos.

A iniciativa tem também como objetivo reconhecer o trabalho realizado pelo brasileiro Sérgio Vieira de Mello enquanto chefe da Missão da ONU de Administração Transitória de Timor-Leste, entre novembro de 1999 e maio de 2002.

O diplomata brasileiro morreu a 19 de agosto de 2003 vítima de um atentado no Iraque.

ASP // MP

Lusa/Fim
.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.